Opinião
i

Robinho volta ao Santos, que trata violência contra a mulher como jogada de marketing

Condenado em primeira instância por estupro coletivo, atacante volta ao clube que o revelou sem que a grave acusação pesasse no desfecho do negócio

Presidente do Santos apresenta Robinho como novo reforço.
Presidente do Santos apresenta Robinho como novo reforço.Divulgação

Em pleno Dia Nacional de Luta contra Violência à Mulher, o Santos anunciou a contratação de Robinho, condenado em 2017 a nove anos de prisão por estupro coletivo de uma jovem albanesa na Itália. Por mais que a sentença ainda esteja em fase de recurso, não deixa de ser uma infeliz coincidência para o clube que, recentemente, se orgulhava...

Mais informações