Ao Vivo

Notícias sobre a pandemia e a crise | Brasil registra 1.428 mortes por covid-19 e beira os 250.000 óbitos

Já são 10,3 milhões de contágios por coronavírus no país. Ministério da Saúde muda orientação e agora indica a prefeitos reservar doses de vacina. São Paulo amplia fiscalização de aglomerações na madrugada, e Unesp adia a aplicação da segunda fase de seu vestibular devido ao agravamento da pandemia. Rio retoma vacinação de idosos. EUA aprovam vacina Johnson & Johnson, de dose única. As notícias da crise sanitária e política no Brasil

Pessoas fantasiadas de Lego caminham por Jerusalém nesta quarta-feira, 24 de fevereiro, um dia antes do feriado judeu de Purim. Israel impôs toque de recolher à noite por três dias para evitar avanço da pandemia no feriado prolongado.
Pessoas fantasiadas de Lego caminham por Jerusalém nesta quarta-feira, 24 de fevereiro, um dia antes do feriado judeu de Purim. Israel impôs toque de recolher à noite por três dias para evitar avanço da pandemia no feriado prolongado.EMMANUEL DUNAND / AFP
São Paulo / Brasília - 25 fev 2021 - 02:20 UTC

Aviso aos leitores: o EL PAÍS mantém abertas as informações essenciais sobre o coronavírus durante a crise. Se você quer apoiar nosso jornalismo, clique aqui para assinar.

O Brasil está prestes a atingir oficialmente a triste marca de 250.000 mortes causadas pelo coronavírus. Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta, o país registrou 1.428 mortes nas últimas 24 horas e acumula 249.957 óbitos desde o início da pandemia. Já são 10,3 milhões de infectados —66.588 no último dia. A aceleração da pandemia fez o Estado de São Paulo —que chegou aos dois milhões de casos computados— a anunciar a restrição na circulação de pessoas na madrugada, das 23h às 5h, a partir de sexta. O medo de colapso também levou a Unesp a adiar a aplicação da segunda fase do seu vestibular, um dos maiores do país. Pelo mundo, mais de 212 doses de vacinas contra a covid-19 já foram aplicadas, segundo o balanço da Universidade de Oxford, no Reino Unido. Destas, o Brasil responde por mais de sete milhões até esta quarta-feira.

As notícias mais importantes do dia:


Mais informações