Retorno à Idade Média?

O coronavírus será uma pandemia passageira. O que não passará é o medo da morte, que nos acompanha como uma sombra

Retorno a Berlim

Há 28 anos a cidade ainda estava em ruínas, especialmente no Leste, e agora cresce e se reconstrói de maneira frenética. É um formidável centro de cultura, paraíso da música, dos museus e do teatro

Espanha na vitrine

Livro mostra que espanhóis se incluem mais entre aqueles que foram críticos ferozes de seu país do que entre aqueles que o defenderam e o valorizaram. E isso não é uma crítica, mas um elogio

O fim de Evo Morales

A Bolívia parecia perdida para a democracia e a legalidade, mas quem apoiava o ex-presidente não sabia do que seu povo valente é capaz em defesa de sua soberania e liberdade

O Muro de Berlim

Graças à queda daquela muralha e do que ela representava, a Alemanha, a Europa e o mundo inteiro estão melhor que nos tempos em que a URSS e seus satélites pareciam avançar sobre o restante do continente

O enigma chileno

A onda de protestos contra o Governo de Piñera é uma mobilização das classes médias, como a que agita boa parte da Europa, e tem pouco ou nada a ver com as erupções latino-americanas dos que se sentem excluídos do sistema

Recitando Darío…

A extraordinária liberdade e audácia com que o escritor nicaraguense criou sua própria tradição libertou a poesia em língua espanhola do regionalismo e a devolveu ao universalismo dos clássicos

Da desordem à liberdade

Muitos peruanos têm-se desencantado ante o espetáculo bochornoso de um Parlamento que parecia dedicado exclusivamente a impedir que funcionassem as instituições e a defender a corrução

Um sátrapa

Robert Mugabe dominou o Zimbábue durante 37 anos. Submeteu seu povo a matanças e fomes, embora tenha sido declarado “herói nacional” pelo mesmo Governo que o expulsou do poder

Volta à barbárie

O que o “socialismo do século XXI” fez com a Venezuela é um dos piores cataclismos da história

O regresso à Grécia

Desde que o nacionalismo não erga sua horrível cabeça, não é ruim que uma pessoa tenha saudade da língua que perdeu, das cidades ou bairros das brincadeiras infantis, do colégio onde estudou e dos ritos familiares entre os quais cresceu

As duas faces de Ezra Pound

Poeta e caçador de talentos literários ficou deslumbrado pelos textos de James Joyce e lhe procurou editores. Na Segunda Guerra Mundial repetiu as maldades que os nazistas atribuíam aos judeus

A capitã e o ministro

Devemos estar atentos ao julgamento de Carola Rackete, que poderia ser condenada a 10 anos de prisão, e exigir que os juízes salvem a honra e as boas tradições da Itália, hoje pisoteadas por Salvini e a Liga

Novas inquisições (II)

O feminismo corre o perigo de se perverter se adotar uma linha fanática e intransigente da qual existem, infelizmente, muitas manifestações e substitui o desejo de justiça pelo ressentimento e a frustração

O populismo mexicano

O povo que aplaude e continua encantado pelos desplantes do presidente López Obrador compreenderá que a era dos caudilhos deve ficar para trás

A tumba de Kafka

O autor de ‘A metamorfose’ escreveu sem parar, embora suas obras tenham passado praticamente desapercebidas e só postumamente se notou que foi um dos grandes autores de todos os tempos

Eleições na Espanha

Para que o país não corra o risco de se desintegrar é indispensável uma vigilância constante do eleitorado que concedeu ao PSOE de Pedro Sánchez sua formidável vitória

Alan García

Acompanhei de perto o protagonismo que teve nos últimos 30 anos da vida pública do Peru. Era mais inteligente que a média dos que se dedicam a fazer política. Mas teria sido ele um político honesto?

Cântico dos Cânticos

É justo que se preste uma homenagem a Víctor García de la Concha. Seu último livro é uma edição crítica do Cântico dos Cânticos de Salomão, traduzido do hebraico pelo frei Luis de León

Cidade imensa e triste

No final dos anos sessenta criei muito carinho pela Inglaterra; fui deixando de ser um socialista e me transformando pouco a pouco no que ainda tento ser, um liberal

A tragédia da Ucrânia

Anne Applebaum relata a fome premeditada por Stalin para subjugar a população da Ucrânia, frear qualquer tentativa de nacionalismo e liquidar as organizações que resistiam a integrá-la à URSS

Herdeiros de Nietcháiev

'Os Demônios', obra-prima de Dostoievski, é muito mais que uma diatribe contra a violência política: se trata de uma exploração profunda da intimidade humana, de todas as violências que sofremos e cometemos

O longo caminho rumo à liberdade

Em algum dia, não longínquo, se escreverá um grande romance tolstoiano sobre a heroica luta do povo venezuelano contra a ditadura de Chávez e Maduro. E o final será, claro, um final feliz

As meias verdades

Independentistas catalães têm liberdade na Espanha para expressar suas ideias e convicções. O que não podem fazer é transgredir a lei e cometer um golpe de Estado, como tentaram em outubro de 2017

Combatente pela paz

Todas as vezes em que disse em minha vida que Israel era o único país onde sempre me senti um homem de esquerda, era pelas coisas que ali fazia, dizia e escrevia Amos Oz, que faleceu há poucos dias

Partidário do nada

A prosa de Jorge Edwards, escritor e diplomata chileno, está carregada de uma fina ironia que dá um encanto especial a tudo o que conta eu seu livro de memórias, por onde desfilam personagens fascinantes como Rubem Braga ou Carlos Fuentes