A economia da saudade
Imigração latino-americana

A economia da saudade

Isabella Cota / Catalina Oquendo / Mar Centenera / Jacqueline Fowks / Florantonia Singer / Heloísa Mendonça|Bogotá / México / Buenos Aires / Lima / Caracas / São Paulo|

Começam como um pequeno ‘contrabandos’ nas malas de parentes de expatriados, até virarem produtos de exportação, empreendimentos ou fenômenos transnacionais por obra da migração e da saudade de um sabor específico: doces da infância, pão de queijo, empanadas picantes, refrigerantes, farinha de milho. É o negócio do paladar sentimental

‘O Maoísmo’
ARTIGOS PARA LEITORES CADASTRADOS

‘O Maoísmo’

O livro de Julia Lovell sobre a China serve para entender por que o comunismo não funcionou e não funcionará enquanto a propriedade privada e a liberdade, que são inseparáveis, não forem o sustento básico do desenvolvimento

newsletters

Receba o boletim diário do EL PAÍS Brasil