ENREDADOS

Faxina de preconceito no Twitter

O perfil @aminhaempregada expõe o preconceito na rede A leitura dos comentários sobre as domésticas satiriza a situação de desigualdade É mais um ingrediente que ajuda a diagnosticar a doença do preconceito para depois curá-la