Cancelamento das primárias em Nova York ameaça dividir Partido Democrata

Bernie Sanders esperava usar os delegados conquistados nesse Estado para impulsionar seu programa progressista na Convenção de agosto

Bernie Sanders, durante um ato público.
Bernie Sanders, durante um ato público.Lucas Jackson (Reuters)

O que parecia fluir como uma relação de unidade idílica dentro do Partido Democrata no caminho para confirmar seu presidenciável já apresenta suas primeiras fissuras. O ex-aspirante Bernie Sanders informou a seus seguidores, através de um e-mail escrito por seu assessor Jeff Weaver, que a decisão da junta eleitoral de Nova York de cancelar as primárias nesse Estado por considerá-las “desnecessárias” e dado o possível risco de expansão do coronavírus é “uma atrocidade” e representa “um golpe à democracia norte-americana”. As primárias no Estado de Nova York estavam marcadas 23 de junho, com 274 delegados em jogo – os quais agora, com toda probabilidade, serão atribuídos a Joe Biden.

Mais informações
GRAF6930. MADRID, 28/04/2020.- Vista del exterior de la Plaza de Las Ventas, en Madrid. La Feria de San Isidro fue oficialmente suspendida hace tres días a causa de la crisis del coronavirus, motivo por el que el resto de la temporada en la primera plaza del mundo quedó también congelada de manera indefinida, a la espera de la evolución de la pandemia.- EFE/JuanJo Martín
AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus e a crise política no Brasil
U.S. President Donald Trump rubs his hands between U.S. Sen. Roy Blunt (R-MO) and Small Business Administration (SBA) Administrator Jovita Carranza  while defending his comments on using household disinfectants as a measure against the coronavirus prior to signing the "Paycheck Protection Program and Health Care Enhancement Act," approving additional coronavirus disease (COVID-19) relief for the U.S. economy and hospitals treating people sickened by the pandemic, during a signing ceremony in the Oval Office at the White House in Washington, U.S., April 24, 2020. REUTERS/Jonathan Ernst - RC25BG9SV1IF
Donald Trump volta a ser seu pior inimigo na gestão do coronavírus
Dvd926(04/12/18) El historiador estadounidense Timothy Snyder antes de su conferencia " La defensa de la libertad frente al auge del autoritarismo" en la Fundación Rafael del Pino en Madrid Foto:Víctor Sainz
“Preocupa-me que líderes autoritários tirem proveito do sofrimento”

Sanders deixou em abril a disputa pela indicação, abrindo o caminho para que o ex-vice-presidente Joe Biden seja o escolhido para enfrentar o republicano Donald Trump nas eleições presidenciais de 3 de novembro. O senador por Vermont chegou inclusive a endossar a candidatura de Biden, mas sua campanha considerava importante que as primárias de Nova York fossem realizadas, já que um bom resultado para o senador lhe daria uma maior soma de delegados, que poderia utilizar para impor parte de seu programa, muito mais progressista que o de Biden, na Convenção Democrata que em princípio está prevista para acontecer de 17 a 20 de agosto em Milwaukee (Wisconsin).

Na carta aos seguidores de Sanders, Weaver observa que “exatamente na semana passada o [ex-]vice-presidente Biden advertia ao povo americano de que o presidente Trump poderia tentar usar a atual crise como desculpa para adiar as eleições de novembro”. A seguir escreve: “Bem, agora [Trump] tem um precedente graças ao Estado de Nova York”.

Sanders pediu, sem sucesso, que seu nome fosse mantido nas cédulas e que a votação ocorresse, em nome “do interesse de unir o partido” e porque o cancelamento ocorreu depois que ele já havia se inscrito para participar dessa eleição primária. Sanders aponta, além disso, que depois de ter apoiado Biden (em 8 de abril) expressou várias vezes sua vontade de permanecer nas cédulas e somar delegados.c

A junta eleitoral admitiu ter recebidos muitos e-mails e telefonemas de seguidores de Sanders queixando-se da decisão e pedindo que se mantivesse o voto entre ambos os candidatos. No Twitter, muitos seguidores de Sanders especulavam com a ideia de que a decisão teria sido tomada para prejudicar a quem se define como um socialista democrático, muito inclinado à esquerda para o gosto de uma cúpula do Partido Democrata com clara preferência pelo establishment e o status quo.

Jay Jacobs, presidente do Partido Democrata em Nova York, qualificou a decisão como “um erro” que poderia dividir a agremiação. A congressista nova-iorquina Alexandria Ocasio-Cortez deixou sua opinião clara ao escrever no Twitter que tanto fazia “a quem se apoiasse”, mas que era “extremamente perigoso” que Nova York estabeleça o precedente de cancelar as primárias citando como causa a Covid-19”. “As cédulas já estão prontas, e nenhum candidato pediu que isto aconteça [a suspensão da votação].”

Nova York é o primeiro Estado a suspender sua primária, embora outros a tenham adiado ou estimulado o voto postal para evitar a expansão do vírus. No começo deste mês, o Partido Democrata decidiu adiar em mais de um mês sua convenção nacional devido à “incerteza” gerada pela pandemia do coronavírus.

Informações sobre o coronavírus:

- Clique para seguir a cobertura em tempo real, minuto a minuto, da crise da Covid-19;

- O mapa do coronavírus no Brasil e no mundo: assim crescem os casos dia a dia, país por país;

- O que fazer para se proteger? Perguntas e respostas sobre o coronavírus;

- Guia para viver com uma pessoa infectada pelo coronavírus;

- Clique para assinar a newsletter e seguir a cobertura diária.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS