Arthur do Val: “Tudo em São Paulo está centralizado, enquanto as pessoas estão na periferia”

Candidato do Patriota defende mudanças no plano diretor da cidade para trazer uma parte da população de volta ao centro. Ele também promete enfrentar a "máfia dos transportes”

O EL PAÍS e o MyNews entrevistaram nesta sexta-feira o candidato do Patriota à Prefeitura de São Paulo, Arthur do Val, como parte de uma série de sabatinas com os postulantes ao comando da maior cidade do país nas eleições municipais de 2020. A conversa foi transmitida em tempo real no site do jornal e nos canais do EL PAÍS e do MyNews no Youtube.

Apoie nosso jornalismo. Assine o EL PAÍS clicando aqui

Durante a entrevista, do Val defendeu mudanças no plano diretor da cidade. Segundo ele, São Paulo tem um problema urbanístico profundo: um desenvolvimento urbano que empurra as pessoas, especialmente as de menor renda, para as periferias da capital, uma tendência que em sua visão vai na contramão das principais cidades do mundo. “Ao mesmo tempo, as empresas estão no centro, na Paulista. Daí o cara demora três horas para ir e mais três para voltar. Isso precisa mudar”, afirma. Segundo ele, também na capital “não tem como construir um Edifício Itália, um Copam, porque o plano diretor impede”. Como as revisões no plano são feitas a cada dez anos e a próxima está marcada para 2021, ele defende que sua eleição para a Prefeitura seria uma oportunidade única para implementar mudanças.

O candidato também prometeu acabar com o que chamou de “máfia dos transportes de São Paulo”, sem especificar quais pessoas fariam parte dessa organização. Ele diz que os contratos da Prefeitura com as empresas de ônibus “estão nas mãos das mesmas famílias há décadas”. Essa máfia também ajudaria a impedir uma ampliação no uso de aplicativos de transporte na cidade - defendidos por do Val ―e também seriam “organizações criminosas que invadem mananciais e deixam as pessoas serem empurradas para as periferias”. Ele afirmou que pretende “bater de frente” com esse grupo.

Arthur do Val também negou que tenha dificuldade de se relacionar com pessoas de pensamento político distinto (“eu converso com muita gente do PT e do PSOL”), voltou a criticar a atuação beneficente do padre Júlio Lancellotti no centro da cidade e ressaltou sua promessa de campanha de zerar o imposto ITBI, além de introduzir nas escolas um conjunto de matérias que chamou de Jovem Capitalista ―aulas de reforço de educação financeira, direito e economia. “O jovem da periferia vai aprender a ganhar dinheiro”, afirma. Confira a íntegra da entrevista no vídeo acima.

Influenciador Digital

Arthur do Val (São Paulo, 1986) cursou engenharia química, sem finalizar, no Instituto Mauá de Tecnologia e é dono de um canal de YouTube com mais de 2,5 milhões de inscritos, no qual atua com a alcunha de “Mamãe Falei”. Antes de virar youtuber, Arthur trabalhou na empresa de sucata que seu pai tem em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo.

Arthur alcançou relevância como influenciador digital ao se juntar ao Movimento Brasil Livre (MBL), em 2016, começar a militar contra o Governo de Dilma Roussef e questionar manifestações políticas de esquerda. Ele se elegeu deputado estadual como o segundo mais votado em São Paulo (478.280 votos) pelo DEM em 2018, mas acabou expulso do partido em 2019 por discordâncias com o diretório estadual. Se filiou ao Patriota em fevereiro 2020, pelo qual é candidato à Prefeitura de São Paulo.

A sabatina é parte de um total de 11 entrevistas com os candidatos ao comando da maior cidade do país, com apresentação de Mara Luquet e participação de jornalistas deste jornal e do canal on-line de notícias.

Até agora, já foram sabatinados Guilherme Boulos (PSOL), Orlando Silva (PCdoB), Jilmar Tatto (PT), Joice Hasselmann (PSL), Márcio França (PSB), Filipe Sabará (Novo) e Marina Helou (Rede).

Esta sexta-feira marca o fim das entrevistas com os candidatos. Além de Arthur, serão entrevistados Celso Russomanno (Republicanos), às 15h; Bruno Covas (PSDB), às 16h; e Andrea Matarazzo (PSD), às 18h.

Desde agosto, o EL PAÍS vem entrevistando ao vivo candidatos à prefeitura da capital paulista, como parte da série de programas com transmissão multiplataforma iniciada na pandemia de coronavírus e que já ouviu personalidades relevantes do mundo da política, da cultura e da saúde.

O MyNews é um canal de jornalismo no YouTube. É dirigido pela jornalista Mara Luquet, especialista em economia e investimentos, e pelo publicitário Antonio Tabet. Conta com mais de 30 jornalistas no Brasil e no exterior.

Regras

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: