Eleições Brasil 2020

Márcio França: “Temos 30.000 pessoas morando nas ruas. É inacreditável que achem isso normal”

Ao EL PAÍS e MyNews, candidato do PSB à Prefeitura disse que, se eleito, não descartaria a possibilidade de decretar um ‘lockdown’ caso São Paulo apresente aumento de casos de covid-19 . Veja a íntegra da entrevista

O EL PAÍS e o MyNews entrevistaram ao vivo nesta quarta-feira, o candidato do PSB à Prefeitura de São Paulo, Márcio França, como parte de uma série de sabatinas com os postulantes ao comando da maior cidade do país nas eleições municipais de 2020. A conversa foi transmitida em tempo real no site do jornal, no canal do EL PAÍS e do MyNews no Youtube. Durante a entrevista, o candidato afirmou que caso o número de casos de covid-19 aumente no próxima ano, ele não descarta a possibilidade de anunciar um lock down, o que avalia que deveria ter sido feito no início da pandemia. “O que as pessoas querem hoje é previsão. É vergonhoso anunciar vacina que não existe. Até hoje, tem gente que não sabe o que pode abrir ou não, de tanta confusão”, disse. Para a educação, o plano proposto pelo candidato no curto prazo consiste em abrir todas as unidades de ensino nos fins de semana, feriados e férias para que os alunos recuperem o tempo perdido.

Durante a conversa, França afirmou que é inacreditável que a sociedade tenha normalizado que hoje “temos 30.000 pessoas morando nas ruas” de São Paulo. O candidato prometeu habitação para todos e afirmou que para encaminhar a questão no início, defende o uso, por exemplo, de pequenos hotéis ou pousadas que estão ociosos. Sobre a cracolândia, o candidato criticou a gestão da prefeitura de João Doria (PSDB), e afirmou que os traficantes da “cidade do crack” precisam ser presos e as pessoas doentes necessitam tratamento. “Claro que eles não podem ser expulsos de lá com bombas esparramando as pessoas, como fizeram, transformando uma cracolândia em várias”, disse. França defende, ainda, a internação compulsória, já “que muitas pessoas não têm condições de reagir. São meninos que não sabem nem onde estão. Precisamos recuperar essas pessoas”.

Confira o vídeo da entrevista acima.

Márcio França (Santos, 1963) é advogado formado pela Universidade Católica de Santos e filiado ao PSB desde 1988. Em São Vicente, no litoral paulista, foi vereador e prefeito por duas vezes, de 1996 a 2004, sendo reeleito com 93% dos votos. Também foi eleito por duas vezes deputado federal e assumiu a Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo no Governo de Geraldo Alckmin, em 2011. Na reeleição de Alckmin ao Governo paulista, França foi escolhido como vice do tucano.

O político do PSB acabou empossado como governador em 2018, quando Alckmin renunciou ao cargo para concorrer à Presidência da República. No mesmo ano concorreu à reeleição no Governo, mas acabou derrotado por João Doria no segundo turno, com 48,25% dos votos, depois de receber 21,53% no primeiro turno. Em 2020, concorre pela primeira vez à Prefeitura de São Paulo.

A sabatina é parte de um total de 11 entrevistas com os candidatos ao comando da maior cidade do país, com apresentação de Mara Luquet e participação de jornalistas deste jornal e do canal on-line de notícias.

Até agora, já foram sabatinados Guilherme Boulos, Orlando Silva e Jilmar Tatto. Hoje mais cedo, foi a vez de Joice Hasselmann.

Nesta quinta, participam Filipe Sabará (Novo, às 14h) e Marina Helou (Rede, às 18h).

Na sexta-feira, haverá o encerramento da programação quatro rodadas de entrevistas: às 13h, Arthur do Val (Patriota); às 15h, Celso Russomanno (Republicanos); às 16h, Bruno Covas (PSDB); e, às 18h, Andrea Matarazzo (PSD).

Desde agosto, o EL PAÍS vem entrevistando ao vivo candidatos à prefeitura da capital paulista, como parte da série de programas com transmissão multiplataforma iniciada na pandemia de coronavírus e que já ouviu personalidades relevantes do mundo da política, da cultura e da saúde.

O MyNews é um canal de jornalismo no YouTube. É dirigido pela jornalista Mara Luquet, especialista em economia e investimentos, e pelo publicitário Antonio Tabet. Conta com mais de 30 jornalistas no Brasil e no exterior.

Apoie nosso jornalismo. Assine o EL PAÍS clicando aqui

Arquivado Em:

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50