Adoção

O insólito caso da órfã com nanismo abandonada pelos pais adotivos

Tribunal norte-americano investiga o que realmente aconteceu para que a adoção tramitada em apenas 24 horas acabasse em uma dramática história de roteiro cinematográfico

Natalia Grace, abaixo, à direita, em uma foto publicada por sua nova família de acolhimento.
Natalia Grace, abaixo, à direita, em uma foto publicada por sua nova família de acolhimento.FACEBOOK

A verdade sobre a história de Natalia Grace Barnett, a suposta garota com nanismo abandonada pelos pais adotivos, está envolvida em um emaranhado rocambolesco de versões e dados contraditórios. Por um lado, os pais, Kristine e Michael Barnett, atualmente divorciados, são acusados de tê-la deixado desamparada. Eles reconhecem que mudaram seu domicílio dos Estados Unidos para o Canadá e não a levaram, mas argumentam que foram enganados e que Natalia Grace não era uma menina quando a adotaram, mas uma adolescente ou mesmo uma adulta, que também sofria de uma doença mental e ameaçou matá-los. No momento da partida, afirmam que Natalia Grace tinha mais de 20 anos, ou seja, justificam que era adulta e, portanto, não a abandonaram. Por outro lado, a nova família de Natalia Grace nega as acusações dos Barnett e afirma que ela é uma adolescente encantadora.

Reportagens apareceram em meios de comunicação de todo o mundo, incluindo o EL PAÍS. E muitos deles, após o sucesso de uma história –a dos pais acusados de abandonar a menina/jovem/adulta– que entrou com rapidez nas listas das mais lidas, publicaram depois "a verdade" sobre Natalia Grace: não é adulta e menos ainda psicopata, diziam as manchetes. Mas a certeza dessas declarações é muito questionável, especialmente quando se leva em conta que o tribunal de Tippecanoe (Indiana, Estados Unidos) que julga Kristine e Michael Barnett pelo abandono de Natalia Grace, ainda não decidiu se a garota era ou não menor de idade nem se sofria ou sofre de problemas psiquiátricos. E, para chegar a uma sentença, terá que esclarecer as incógnitas sobre o caso:

Do que Kristine e Michael Barnett são acusados?

Os Barnett são acusados de ter abandonado Natalia Grace. O casal, agora divorciado, a adotou em 2010 em um orfanato da Flórida mediante um procedimento expresso de 24 horas –o prazo costuma ser de seis a oito meses para o cumprimento dos requisitos da lei de adoção do Estado–, segundo publicou o Daily Mail. Em uma entrevista ao jornal britânico, Kristine Barnett, que antes do caso era conhecida como especialista em educação de crianças e tinha conseguido que seu filho com autismo entrasse em escolas de prestígio, afirmou que logo perceberam que a menina era adulta.

Michael e Kristine Barnett.
Michael e Kristine Barnett.Cárcel de Tippecanoe

Segundo a mulher, embora ela supostamente tivesse apenas seis anos de idade, seus pelos pubianos já haviam brotado, menstruava e usava o vocabulário próprio de uma pessoa adulta. Em 2013, os Barnett se mudaram para o Canadá para que seu filho autista, que aos 17 anos já era doutor em Física Quântica, continuasse com seus estudos. Mas deixaram para trás Natalia Grace, que, de acordo com os pais adotivos, tinha na época mais de 20 anos. Pagaram-lhe um ano de aluguel em Lafayette (Indiana), seguro médico e vale-refeição. Um ano depois, a jovem foi despejada.

No entanto, os promotores disseram na sexta-feira passada, em uma sessão do julgamento contra os Barnett, que a "idade" não era a questão crucial e que eles poderiam ser acusados de ter abandonado não uma menor, mas uma pessoa com deficiência mental ou física, um crime contemplado na lei de Indiana, relata o Daily Mail. Podem pegar cinco anos e meio de prisão. O advogado de Michael Barnett, Terrence Kinnard, disse na saída do tribunal que pedirá ao juiz para saber exatamente do que o ex-casal é acusado, se por abandono de uma menor ou de uma pessoa com uma deficiência.

De que os Barnett são acusados agora?

No início de setembro, o departamento do xerife do Condado de Tippecanoe acusou os Barnett de dois crimes graves de abandono, com base no depoimento que Natalia Grace deu à polícia em 2014, quando disse que havia sido abandonada pelos pais adotivos um ano antes. Não se sabe por que a acusação ocorre cinco anos depois e como Natalia sobreviveu durante o tempo em que supostamente morou sozinha. De acordo com os depoimentos recolhidos pela mídia local, ela recebeu a ajuda de vizinhos. No entanto, não há registro de que alguém tivesse denunciado essa situação aos serviços sociais. De acordo com o site wlfi.com, somente uma colega de classe deu o alarme quando Natalia Grace parou de frequentar as aulas, momento em que o caso caiu nas mãos do departamento do xerife.

Quantos anos tem Natalia Grace?

Natalia Grace, abaixo à esquerda, em uma ‘colagem’ publicada na conta do Facebook de Cynthia Mans.
Natalia Grace, abaixo à esquerda, em uma ‘colagem’ publicada na conta do Facebook de Cynthia Mans.

Na certidão de nascimento de Natalia Grace, de origem ucraniana, consta que nasceu em 4 de setembro de 2003, segundo reconheceram os Barnett. A polícia de Indiana, citada por vários meios de comunicação dos EUA, afirma que um teste de densidade óssea realizado em Natalia em 2010 mostrou que ela estava com oito anos de idade. Outro teste realizado dois anos depois mostrou que a menina tinha 11 anos na época. Mas em 2012 os Barnett conseguiram que um juiz mudasse a data de nascimento dela, de 2003 para 1989, que automaticamente a transformou em uma adulta que seria hoje uma mulher de 30 anos. Como eles conseguiram modificar a data de nascimento é uma das grandes incógnitas nesse caso.

MAIS INFORMAÇÕES

Em uma carta do doutor Andrew McLaren, datada de 24 de outubro de 2016 e com o timbre da clínica da Universidade de Indiana, divulgada pela Wish TV –a instituição não confirmou a veracidade do documento– ,o médico afirma que a data que aparece na certidão de nascimento de Natalia Grace está "claramente incorreta". “Infelizmente, determinar a verdade sobre a idade tem sido difícil. Os registros fornecidos pelas autoridades de seu país de origem, a Ucrânia, são extremamente incompletos. E, também, como ela tem displasia espondilometafisária, um tipo de nanismo, os métodos convencionais para calcular a idade não servem.” Ele explica em seguida que um dentista certificou em 2011 que sua arcada dentária era a de um adulto e que uma avaliação neuropsicológica determinou que ela estava desenvolvida sexualmente. Na carta, o médico diz que esteve hospitalizada em um centro psiquiátrico em 2012 –supostamente depois de atacar a mãe adotiva–, no qual se determinou que tinha pelo menos 14 anos de idade e foi diagnosticada com um "distúrbio de personalidade sociopata" que normalmente não aparece antes dos 16 anos. Durante a internação, o médico continua, "ela começou a admitir que tinha mais de 18 anos".

Alguns meios de comunicação publicaram que o tipo de displasia de que Natalia Grace sofre é compatível com uma puberdade precoce, o que mostraria que ela poderia, sim, ter seis anos quando foi adotada, tal como consta em um tratado sobre o assunto. Este estudo, sobre displasias ósseas, publicado em 1973, afirma que a menstruação em idades precoces é compatível com um tipo de displasia, a síndrome de Albright, mas não se refere à displasia espondilometafisária, de que Natalia Grace padece.

O que dizem os Barnett?

Em um primeiro momento, The Washington Post e outras mídias dos Estados Unidos publicaram que o ex-casal tinha caído em contradições. Enquanto Kristine Barnett sempre sustentou que sua família foi enganada e adotou uma jovem com muito mais do que os seis anos que supostamente tinha, Michael Barnett confessou, segundo a polícia, que sua ex-mulher disse a Natalia Grace que mentisse sobre sua idade e afirmasse que tinha 22 anos. No entanto, na audiência da última sexta-feira, Michael Barnett se retratou. Segundo afirmou seu advogado, Terrence Kinnard, na saída do tribunal, seu cliente e sua ex-esposa são as “vítimas de uma fraude” porque “adotaram uma pessoa que supostamente era uma menina, quando, na verdade, não era”, relata o Daily Mail.

Natalia Grace sofre de uma doença mental?

Não é possível saber. Os únicos depoimentos que confirmam isso são os de Kristine Barnett, que garante que a família estava vivendo uma situação de terror porque Natalia fantasiava sobre matá-los e até chegou a surpreendê-la derramando água sanitária em um café, e a carta do dr. McLaren de 2016, na qual ele relata que ela fora internada em um centro psiquiátrico. Em contrapartida, as únicas fontes que acreditam que Natalia Grace é uma “adolescente encantadora”, como a imprensa noticiou, são pessoas próximas à família com a qual ela supostamente viveu após ser despejada, os Mans, de acordo com os depoimentos publicados pela imprensa de Indiana. No entanto, ser "encantador" não é incompatível com sofrer de uma doença psiquiátrica.

Onde está Natalia?

oto publicada por Antwon Mans em junho em sua página no Facebook. Natalia Grace, acima à direita.
oto publicada por Antwon Mans em junho em sua página no Facebook. Natalia Grace, acima à direita.

Ninguém sabe exatamente. O Daily Mail localizou a família que supostamente a recebeu, Antwon e Cynthia Mans. Pouca informação foi revelada sobre eles. Sabe-se apenas que o homem acaba de ser ordenado sacerdote e que eles têm mais filhos. O casal pediu sua custódia em 2016, mas os Barnett apresentaram uma objeção e o juiz confirmou que Natalia nasceu em 1989, ou seja, era maior de idade e não podia ser adotada, sempre de acordo com as informações publicadas pelo jornal britânico. Imagens no Facebook corroboram que a jovem passou um tempo com a família. Em junho, Antwon Mans publicou a última foto em que se vê Natalia, que a família chegou a considerar como mais um membro: aparece em colagens publicadas nas contas do Facebook de Cynthia e Antwon, sob o título Minha família e Meus Amores.

O EL PAÍS tentou, sem sucesso, entrar em contato com o casal. O Daily Mail, que diz que localizou a residência, interpelou o casal, mas eles não quiseram comentar o caso.

As autoridades sugeriram que pode haver mais detalhes estranhos neste caso, e uma fonte policial citada pela emissora local WLFI disse: "Isso vai dar para um programa de televisão". Ou uma série de várias temporadas.

Arquivado Em: