Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Copa do Mundo 2018: veja a lista de convocados das principais seleções

As campeãs mundiais Alemanha, Argentina, Brasil, Espanha, França e Inglaterra, além das fortes Bélgica e Portugal, divulgaram suas listas de jogadores para o torneio

Copa do Mundo Rússia 2018
Os 23 convocados pelo treinador Julen Lopetegui, da Espanha. AFP

Com o prazo da FIFA para o anúncio final dos convocados para a Copa do Mundo da Rússia 2018 terminando nesta segunda-feira (4 de junho), Brasil, Espanha, Argentina, França, Inglaterra, Portugal, Bélgica e Alemanha, principais seleções do torneio, estão com suas listas completas para o Mundial. Os dois últimos países foram os únicos que preferiram esperar até a data limite para definir a lista de 23 nomes, anunciados na semana em que as equipes finalizam suas preparações para a Copa com uma série de amistosos. Confira as convocações divulgadas até aqui das equipes favoritas na Copa.

Brasil

Goleiros: Alisson, Ederson, Cássio

Defensores: Danilo, Fágner, Marcelo, Filipe Luís, Thiago Silva, Miranda, Marquinhos e Geromel

Meio-campistas: Casemiro, Fernandinho, Paulinho, Fred, Renato Augusto, Coutinho, Willian

Atacantes: Neymar, Douglas Costa, Taison, Firmino, Gabriel Jesus

Para substituir Daniel Alves, principal ausência do elenco após lesão no ligamento do joelho direito, Tite escolheu os laterais Danilo, do Manchester City, e Fágner, do Corinthians. Fora eles, as principais surpresas são o zagueiro Geromel, do Grêmio, e o atacante Taison, do Shakhtar Donetsk. O elenco, que tem em Neymar seu grande destaque, também conta com Alisson, Marcelo, Casemiro, Paulinho, Coutinho e Gabriel Jesus como pilares do time titular. O Brasil está no grupo E e estreia dia 17 de junho, contra a Suíça.

Espanha

Goleiros: De Gea, Kepa, Reina

Defensores: Carvajal, Odriozola, Alba, Monreal, Azpilicueta, Piqué, Sergio Ramos, Nacho

Meio-campistas: Busquets, Saúl, Koke, Thiago, Iniesta, David Silva, Isco

Atacantes: Asensio, Lucas Vázquez, Rodrigo, Aspas, Diego Costa

Comandante de um dos elencos mais recheados da Copa, o treinador Julen Lopetegui optou pela juventude de Odriozola na defesa, lateral que será reserva de Carvajal, e pelos atacantes Rodrigo, Iago Aspas e Diego Costa – tanto que precisou deixar de fora nomes como o lateral Sergi Roberto, do Barcelona, os meias Fàbregas (Chelsea) e Juan Mata (Manchester United) e os atacantes Morata (Chelsea) e Callejón (Napoli). De Gea, Piqué, Sergio Ramos, Iniesta e David Silva são os principais jogadores da equipe que estreia no dia 15 de junho, contra Portugal.

Argentina

Goleiros: Caballero, Armani, Nahuel Guzmán

Defensores: Acuña, Mercado, Ansaldi, Tagliafico, Otamendi, Fazio, Rojo

Meio-campistas: Mascherano, Biglia, Lo Celso, Banega, Salvio, Maximiliano Meza, Lanzini, Di María

Atacantes: Pavón, Messi, Agüero, Dybala, Higuaín

Após se classificar apenas no último jogo das Eliminatórias e perder amistoso para a Espanha por 6 a 1, a Argentina de Jorge Sampaoli precisa superar as últimas atuações se quiser sonhar com o terceiro mundial. A geração traz alguns nomes pouco conhecidos em todos os setores, como Ansaldi, Acuña e Meza, mas ainda tem no ataque seu ponto forte: Messi, cinco vezes melhor do mundo, com a companhia de Agüero, Higuaín, Dybala e Pavón, do Boca Juniors – estes dois últimos ganharam a concorrência com Lautaro Martínez, atacante do Racing, e Mauro Icardi, da Internazionale de Milão. No gol, um desfalque de última hora: Sergio Romero foi cortado da equipe por lesão na última terça-feira, 22 de maio. Nahuel Guzmán, do Tigres, foi anunciado como substituto no dia seguinte. O primeiro jogo da Argentina é no dia 16 de junho, contra a Islândia.

França

Goleiros: Lloris, Aréola, Mandanda

Defensores: Sidibé, Mendy, Lucas Hernández, Pavard, Rami, Kimpembe, Varane, Umtiti

Meio-campistas: Kanté, N’Zonzi, Matuidi, Pogba, Tolisso, Fekir, Lemar

Atacantes: Griezmann, Thauvin, Dembélé, Giroud, Mbappé

O zagueiro Laporte, os meias Rabiot e Payet e os atacantes Benzema e Lacazette não estão na lista final do treinador francês Didier Deschamps. Ainda assim, a força do elenco que vai à Rússia demonstra o quão boa é a geração atual, que parou na campeã Alemanha nas quartas de 2014 e foi vice-campeã da Eurocopa de 2016. Cabe aos jovens Pogba, Griezmann e Mbappé comandarem a equipe que estreia no Mundial dia 16 de junho, contra a Austrália.

Inglaterra

Goleiros: Butland, Pickford, Pope

Defensores: Alexander-Arnold, Walker, Trippier, Rose, Ashley Young, Cahill, Maguire, Stones, Jones

Meio-campistas: Dier, Henderson, Delph, Dele Alli, Loftus-Cheek

Atacantes: Vardy, Kane, Sterling, Rashford, Lingard, Welbeck

Renovada, a seleção inglesa vai à Rússia apostando no seu camisa 10 e capitão: Harry Kane, jogador do Tottenham. Gareth Southgate ainda contará com um elenco que tem alguns frutos do Manchester City de Guardiola, campeão com a melhor campanha da história da Premier League, como Walker, Stones, Delph e Sterling, além de algumas peças do Liverpool, finalista da Champions, a exemplo de Alexander-Arnold e Henderson; são ainda mais quatro nomes da equipe de Kane: Trippier, Rose, Dier e Dele Alli. Entre as ausências, são notáveis o goleiro Hart e o meia Wilshere, que participaram do ciclo do Mundial mas ficaram fora por opção do treinador. A Inglaterra estreia no dia 18 de junho, contra a Tunísia.

Portugal

Goleiros: Rui Patrício, Anthony Lopes e Beto

Defensores: Cédric, Ricardo Pereira, Mário Rui, Raphael Guerreiro, Pepe, Bruno Alves, Rúben Dias, Fonte

Meio-campistas: Adrien Silva, Bruno Fernandes, João Mário, Manuel Fernandes, William Carvalho, João Moutinho, Bernardo Silva

Atacantes: André Silva, Cristiano Ronaldo, Gelson Martins, Gonçalo Guedes e Quaresma

Guiados pelo melhor do mundo, Cristiano Ronaldo, e pelo sucesso no título da Eurocopa em 2016, Portugal busca reviver uma boa campanha após duas Copas decepcionantes. O elenco do treinador Fernando Santos mescla a experiência de Pepe, Bruno Alves, João Moutinho e Quaresma (que joga sua primeira Copa) com a juventude de João Mário, Bernardo Silva, André Silva e Gonçalo Guedes. Dois dos destaques da Euro, Éder e Renato Sanches, não vão ao Mundial por conta de desempenhos ruins na última temporada. Portugal estreia contra a Espanha, no dia 15 de junho.

Alemanha

Goleiros: Neuer, Ter Stegen, Trapp

Defensores: Kimmich, Hector, Plattenhardt, Sule, Ginter, Hummels, Boateng, Rüdiger

Meio-campistas: Khedira, Gündogan, Goretzka, Kroos, Özil, Rudy, Draxler, Brandt, Reus

Atacantes: Mario Gomez, Timo Werner, Müller

A atual campeã fechou os 23 na data limite da FIFA, mas tem dúvidas mesmo entre os convocados. Ela começa pelo gol: Neuer é o titular há duas Copas, mas vem de quase uma temporada toda lesionado, enquanto Ter Stegen vive boa fase no Barcelona. Reus, cortado do último Mundial por lesão, deve ir para a Rússia. A solidez de Kimmich, Hummels e Boateng, a criatividade de Kroos e Özil e a experiência de Thomas Müller (a seis gols de Klose na artilharia das Copas) fazem da tetracampeã uma das favoritas pela quinta vez seguida. A ausência será Sané, atacante do Manchester City, que foi surpreendentemente preterido por Joachim Löw na lista final alemã. O time de Löw estreia contra o México, no dia 17 de junho.

Bélgica

Goleiros: Courtois, Mignolet, Casteels

Defensores: Meunier, Alderweireld, Vertonghen, Boyata, Kompany, Vermaelen

Meio-campistas: Carrasco, Chadli, De Bruyne, Dembélé, Dendoncker, Fellaini, Thorgan Hazard, Eden Hazard, Tielemans, Januzaj, Witsel

Atacantes: Batshuayi, Lukaku, Mertens

A “ótima geração belga” também divulgou os 23 nomes no 4 de junho. Alguns nomes da lista mais abrangente se comprovaram intocáveis: Courtois, Kompany e Vertonghen na defesa, De Bruyne e Hazard no meio e Lukaku e Mertens no ataque. Fora dela, ficou o volante Nainggolan, de ótima temporada com a Roma, cortado ao que tudo indica por problemas de relacionamento com o treinador Roberto Martínez. A estreia da Bélgica está marcada para o dia 18 de junho, contra o Panamá.

MAIS INFORMAÇÕES