_
_
_
_
_

Funeral no País Basco deixou mais de 60 infectados pelo coronavírus

Cerimônia em Vitoria foi o maior foco da epidemia na Espanha e fez o coronavírus chegar a um hospital

Homem caminha no perímetro do hospital de Txagorritxu, em Vitoria.
Homem caminha no perímetro do hospital de Txagorritxu, em Vitoria.LINO GONZALEZ RICO

Um funeral realizado na capital basca, Vitoria, há cerca de duas semanas se tornou o maior episódio de propagação do coronavírus registrado na Espanha até o momento, como confirmaram fontes das comunidades autônomas de Euskadi (País Basco) e La Rioja. Mais de 60 pessoas que acompanhavam a cerimônia e contatos próximos foram contagiados, segundo os resultados dos exames realizados no Centro Nacional de Microbiologia (CNM). Trata-se de 38 pessoas residentes das localidades riojanas de Haro e Casalarreina, e pelo menos outras 25 que vivem na província de Álava.

Mais informações
People sit by Bernini's colonnade in St. Peter's Square at the Vatican, Friday, March 6, 2020. A Vatican spokesman has confirmed the first case of coronavirus at the city-state. Vatican spokesman Matteo Bruni said Friday that non-emergency medical services at the Vatican have been closed so they can be sanitized following the positive test on Thursday. (AP Photo/Andrew Medichini)
AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus
A woman wearing a protective mask queues with other worshippers outside the Jesus of Medinaceli church in Madrid on March 6, 2020, days after the church warned against kissing or touching its famous statue of Jesus in light of the COVID-19 coronavirus outbreak. - The measure has never been seen in almost a century of tradition: every first Friday in March, people come from all over Spain to kiss the feet of the statue and express three wishes to the 17th century icon, who has the reputation for granting at least one. (Photo by PIERRE-PHILIPPE MARCOU / AFP)
Magnitude da epidemia por coronavírus continua oculta
Unas 70 personas permanecían atrapadas este sábado bajo los escombros tras el desplome de un hotel en la ciudad china de Quanzhou, en el sureste del país. En la imagen, los servicios de rescate buscan a los supervivientes tras el derrumbe.
Desaba na China um hotel usado para quarentena de pacientes com coronavírus
People wearing protective face masks, following an outbreak of the coronavirus, walk past a screen showing Nikkei index, outside a brokerage in Tokyo, Japan February 28, 2020. REUTERS/Athit Perawongmetha
Coronavírus derruba Bolsas na América Latina e ameaça produção de veículos no Brasil

As autoridades confirmaram que esse foco está na origem de vários contágios de agentes de saúde no hospital de Txagorritxu (Vitoria). Esse centro e o de Santiago, também na capital basca, tiveram ainda casos de outro surto, que afetou pelo menos cinco agentes de saúde. Os dois hospitais têm, ao todo, cerca de cem profissionais em quarentena.

Segundo dados do Ministério da Saúde, a magnitude do surto colocou La Rioja como a comunidade da Espanha com maior incidência de Covid-19, com uma taxa de 12,5 casos por 100.000 habitantes. A taxa na Comunidade de Madri, a mais afetada em termos absolutos, com 137 casos, é de 2,05. Também impulsionado pelos contágios ocorridos no funeral, o País Basco é a terceira comunidade proporcionalmente mais afetada, com uma taxa de 2,04 casos por 100.000 habitantes.

No total, os casos relacionados com o evento são quase um quinto dos 376 registrados até agora na Espanha.

O diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências de Saúde, Fernando Simón, atribuiu em parte a esse surto ―a outra causa é o aumento dos casos em Madri― o significativo crescimento de diagnósticos registrado sexta-feira na Espanha: saltaram de 262 para 374. Simón, no entanto, não se mostrou especialmente preocupado com o episódio, assinalando que “os casos estão associados a um evento único identificado e a um grupo limitado que, em princípio, não deve ser motivo de risco para a população”.

Os Governos do País Basco e de La Rioja deram até o momento muito pouca informação sobre o surto. Dos 33 casos detectados na província de Álava, por exemplo, 13 deles estão hospitalizados, 2 deles na UTI. Mas as autoridades não esclareceram quantos têm relação com a propagação do vírus ocorrida no funeral.

Um dos motivos que explicam a falta de informação são os momentos de tensão vividos em municípios como Casalarreina, situado a apenas seis quilômetros de Haro, onde a Guarda Civil e a polícia local estão tendo de monitorar as residências de famílias isoladas, segundo o jornal regional La Rioja. Grande parte dos afetados pelo surto é composta por ciganos. A administração municipal de Casalarreina divulgou um comunicado pedindo calma, após uma reunião realizada quinta-feira entre a Delegação do Governo espanhol em La Rioja e os prefeitos dos dois municípios.

Depois da reunião, as autoridades destacaram que “não é necessário adotar medidas especiais na vida cotidiana. As populações de Haro e Casalarreina não precisam usar máscaras, nem luvas, nem nenhum tipo de proteção especial. Seus habitantes podem ir a seus lugares de trabalho, educação, entretenimento e outros com toda a normalidade”.

Uma das famílias em quarentena, por sua vez, explicou ao La Rioja: “Estamos bem, eles nos trazem comida, acho que ainda temos de permanecer mais ou menos uma semana e queremos ficar tranquilos, que isto passe e possamos voltar à nossa vida normal”.

As últimas epidemias causadas por coronavírus, tanto a atual como as do SARS e do MERS, tiveram episódios chamados de “superdisseminação”, que atingiram grande relevância na propagação do agente patogênico. Esses eventos costumam ser causados por “superdisseminadores”, doentes que, por várias razões −algumas delas desconhecidas−, têm uma grande capacidade de propagar o vírus.

Ainda não se sabe se o surto no funeral em Vitoria foi causado por uma só pessoa ou por mais, embora os primeiros dados apontem para um assistente do funeral que está internado desde domingo passado em um hospital de Miranda de Ebro.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
_
_