Pandemia coronavírus

Sobe para 200 o número de casos de coronavírus no Brasil

Em um dia, houve um aumento de 79 casos confirmados, mais de 65% de avanço dos registros. Ainda há 1.913 casos suspeitos no país

Passageiros usam máscaras no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.
Passageiros usam máscaras no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.Sebastiao Moreira / EFE

Subiu para 200 o número de pacientes confirmados com coronavírus no Brasil, segundo o balanço mais recente do Ministério da Saúde. De sábado para este domingo, houve um aumento de 79 casos confirmados, um avanço de mais de 65% dos registros. Ainda há 1.913 casos suspeitos no país.

Mais informações

Os dados foram atualizados três vezes neste domingo. No primeiro balanço, a pasta divulgou que eram 176 casos em todo o país. Depois, fez nova atualização, para 191 casos, alterando posteriormente para 200. São Paulo e Rio de Janeiro continuam sendo os dois estados com mais registros do Covid-19, com 136 e 24 casos respectivamente.

Em relação ao relatório divulgado no sábado, Amazonas e Sergipe tiveram os primeiros casos confirmados pelo Ministério da Saúde, subindo para 15 o número de Estados que têm registro da doença. São eles: São Paulo (136), Rio de Janeiro (24), Distrito Federal (8), Paraná (6), Santa Catarina (6), Rio Grande do Sul (6), Goiás (3), Bahia (2), Minas Gerais (2), Pernambuco (2), Amazonas (1), Rio Grande do Norte (1), Alagoas (1), Sergipe (1) e Espirito Santo (1).

O total de casos de coronavírus no país, no entanto, é maior, porque o balanço do Governo ainda não inclui testes já feitos por alguns estados.

Na última quarta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia de coronavírus. O termo é usado quando uma epidemia – grande surto que afeta uma região – se espalha por diferentes continentes com transmissão sustentada de pessoa para pessoa.

Suspensão de aulas e eventos

Em meio ao crescimento dos casos, governos estaduais têm adotado medidas para tentar conter a disseminação do vírus. O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciou ações que incluem suspensão por 15 dias de aulas nas redes pública e privada de ensino a partir de segunda-feira e a recomendação para que pessoas não frequentem praias.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também divulgou medidas, como suspensão gradativa das aulas nas escolas estaduais. De 16 a 23 de março, as escolas estarão abertas para aula normal e fornecimento de orientações às famílias, sendo que a partir de então as atividades serão suspensas. O Governo do Estado projeta que ao menos 1% da população (ou 460.000 pessoas) possa ser infectada nos próximos meses (mesmo que boa parte deles assintomática).


No EL PAÍS, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por 1 euro no primeiro mês e 10 euros a partir do mês seguinte, sem compromisso de permanência.

Inscreva-se

Mais informações