Seleccione Edição
Login

Árbitro esnoba o VAR e Brasil estreia com empate amargo diante da Suíça

Miranda é empurrado antes do gol suíço, mas árbitro de vídeo não entra em ação. Apesar da superioridade, seleção peca ao diminuir o ritmo quando estava em vantagem

Brasil empata Suíça Copa do Mundo VAR
Jogadores reclamaram do gol sofrido após empurrão em Miranda. REUTERS

O Brasil empatou com a Suíça neste domingo em Rostov-on-Don, pela primeira rodada do Grupo E da Copa do Mundo Rússia 2018. Após sair na frente com Philippe Coutinho, eleito o melhor em campo, a seleção sofreu o empate em jogada aérea, no início do segundo tempo. Shaqiri cobrou escanteio, Miranda foi empurrado por Zuber, que ganhou a disputa pelo alto e estufou as redes de Alisson. Apesar das reclamações dos jogadores brasileiros, o árbitro mexicano César Ramos não pediu o auxílio do VAR e confirmou o gol suíço. Ele ainda ignorou as reclamações de Gabriel Jesus pela marcação de um pênalti, que, de fato, não existiu.

Por se tratar de uma estreia em Mundial, a seleção começou o jogo mais preocupada em fechar os espaços do que em atacar. Os suíços dominaram as ações nos primeiros cinco minutos, mas logo a equipe brasileira assumiu o controle da bola e passou a ditar o ritmo. Aos 20 da etapa inicial, Coutinho aproveitou a sobra de fora da área e acertou um lindo chute para abrir o placar. A partir do gol, o Brasil tirou o pé do acelerador, dando campo ao adversário, que se animou pelo empate antes do intervalo. Porém, a defesa brasileira, bem postada e sob a proteção de Casemiro, não levou sustos no primeiro tempo.

Depois de sofrer o empate na etapa final, Tite tentou suas cartadas para conseguir a vitória. Sacou Casemiro, amarelado, e promoveu a entrada de Fernandinho. Também colocou Renato Augusto, que, em tratamento de lesão, não participou dos amistosos preparatórios, no lugar de Paulinho. Entretanto, o setor de meio-campo se mantinha desorganizado. Neymar voltava para buscar jogo, mas foi bastante caçado pelos defensores suíços. Firmino substituiu Jesus e quase marcou em uma cabeçada, aos 44 minutos, que parou nas mãos do goleiro Sommer  o melhor da Suíça na partida. Embora tenha tido mais posse de bola (53%) e finalizações (20), a seleção se mostrou instável e ansiosa diante da necessidade de buscar o resultado no segundo tempo, algo que ainda não havia acontecido nos amistosos contra Croácia e Áustria.

Historicamente, o Brasil sempre enfrentou dificuldades em estreias de Copa do Mundo. No entanto, ao contrário deste domingo, havia conseguido vencer seu primeiro jogo nas três últimas edições: 1 a 0 na Croácia (2006), 2 a 1 na Coreia do Norte (2010) e 3 a 1 de virada novamente sobre a Croácia (2014), jogando em casa. Há 40 anos a seleção não tropeçava na partida inaugural do torneio. A última vez foi em 1978, também por 1 a 1, contra a Suécia, na Copa da Argentina.

Com um ponto no Grupo E, o Brasil divide a segunda posição com a Suíça, atrás da Sérvia, que bateu a Costa Rica por 1 a 0. Agora, a seleção volta a campo na próxima sexta-feira (dia 22), em São Petersburgo, para enfrentar os costarriquenhos, e fecha a fase de grupos contra a Sérvia, em Moscou, no dia 27.

Veja como contamos Brasil x Suíça, minuto a minuto:

MAIS INFORMAÇÕES