Desigualdade salarial

Seis apresentadores da BBC terão seus salários reduzidos em nome da igualdade salarial

Medida ocorre após as revelações sobre disparidade salarial entre homens e mulheres na corporação

Nicky Campbell, Jeremy Vine, John Humphrys, Huw Edwards, Nick Robinson e Jon Sopel.
Nicky Campbell, Jeremy Vine, John Humphrys, Huw Edwards, Nick Robinson e Jon Sopel. CORDON PRESS

Quatro dos principais apresentadores de notícias da BBC concordaram em reduzir seus salários em reação às revelações sobre disparidade salarial entre homens e mulheres no meio de comunicação público, segundo informa a própria rede em seu site.

MAIS INFORMAÇÕES

Os jornalistas que aceitaram diminuir seus salários são Jeremy Vine, apresentador de rádio (260.000 reais por mês); John Humphrys, apresentador do principal jornal matutino radiofônico (222.000 reais por mês); Huw Edwards, apresentador de um noticiário de televisão (204.000 reais por mês); Jon Sopel, diretor na América do Norte (75.000 reais por mês); Nick Robinson, antigo editor de Política e apresentador de programas como o BBC Today (91.000 reais por mês); e Nicky Campbell, que apresenta o programa matinal da BBC Radio 5 Live e o programa matinal dos sábados da BBC1 (146.000 reais por mês). Ainda não se informou qual será a redução dos salários.

No último dia 8 de janeiro, a diretora da BBC na China, a prestigiosa jornalista Carrie Gracie, apresentou sua carta de demissão depois de verificar que dois colegas homens em postos compatíveis ganhavam substancialmente mais do que ela. A jornalista, em uma carta aberta a espectadores e ouvintes, denunciou “uma cultura salarial secreta e ilegal”, que discrimina sistematicamente as mulheres nessa que é sua casa há três décadas.

Em julho do ano passado, a BBC publicou uma lista de jornalistas que ganhavam mais de 150.000 libras (171.000 euros ou 667.000 reais por ano, 55.500 por mês). Revelou-se que apenas um terço eram mulheres e que os sete primeiros lugares, além disso, eram ocupados por homens. O homem mais bem pago, Chris Evans, ganhava mais de 2,5 milhões de euros por ano (mais de 9,75 milhões de reais), mais de quatro vezes acima da mulher melhor paga, Claudia Winkleman. A informação fez com que 40 das apresentadoras mais populares pedissem por carta ao diretor geral, Tony Hall, uma mudança na política salarial.

Jon Sopel, um dos que decidiu reduzir o salário, é o diretor para a América do Norte. Com um cargo equiparável ao de Carrie Gracie, ele estava na lista dos que ganham mais de 150.000 libras por ano, assim como o diretor para o Oriente Médio.

Carrie Gracie e Tony Hall foram chamados a comparecer diante de um comitê parlamentar nas próximas semanas para prestar depoimento sobre a discriminação salarial na empresa pública. Um relatório interno publicado em outubro revelou que a diferença salarial na BBC é de 9,3%, diante de uma média nacional de 18,1%.

Arquivado Em: