França registra a primeira morte fora da Ásia pelo coronavírus

Paciente chinês de 80 anos que estava hospitalizado havia semanas em Paris é a quarta vítima que morre fora da China, depois do falecimento de três pessoas no Japão, Hong Kong e Filipinas

Imagem do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.
Imagem do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.Chesnot

A França registrou a primeira morte causada pelo coronavírus fora da Ásia. Segundo o anúncio feito neste sábado pela ministra de Saúde, Agnès Buzyn, trata-se de um turista chinês de 80 anos que estava internado fazia semanas em Paris, cuja saúde se “deteriorou rapidamente” e se encontrava em estado crítico havia vários dias.

Mais informações

É a primeira morte “fora da Ásia, a primeira na Europa”, confirmou a ministra, informando ainda que quatro pacientes internados nas últimas semanas na França tiveram alta e outros seis continuam hospitalizados, embora o estado destes “não cause preocupação no momento”.

O falecido, um homem de 80 anos originário da província chinesa de Hubei, tinha chegado à França em 16 de janeiro e, depois de apresentar os primeiros sintomas, “foi hospitalizado com medidas estritas de isolamento em 25 de janeiro” no hospital Bichet de Paris, disse Buzyn. Seu estado se agravou muito nos últimos dias e ele chegou a ser submetido, sem sucesso, a procedimentos de reanimação.

Fora da China já foram registradas cerca de 450 pessoas infectadas em mais de 20 países e territórios. Quatro desses casos resultaram em morte: uma no Japão, outra em Hong Kong, uma nas Filipinas e, neste sábado, uma na França. Na China, o número de mortes causadas pela epidemia por Covid-19 chegou a 1.523, depois que a Comissão Nacional de Saúde da China divulgou neste sábado 143 novos falecimentos, 139 deles na província de Hubei. No total, desde o início da crise, 66.492 pessoas foram infectadas na China, e 11.053 delas se encontram em estado grave.

Mais informações

O mais visto em ...

Top 50