River x Boca | Final da Copa Libertadores

Madri, uma insólita sede para a primeira final de Libertadores fora da América

Conmebol confirma realização do duelo River x Boca na capital da Espanha

Santiago Bernabéu receberá a final entre River e Boca.
Santiago Bernabéu receberá a final entre River e Boca.MLADEN ANTONOV (AFP)

Mais informações

A partida de volta da final da Copa Libertadores, entre River Plate e Boca Juniors, que foi suspensa no último dia 24 de novembro após os incidentes nas redondezas do Monumental de Buenos Aires, será disputada no estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid, no dia 9 de dezembro, às 17h30 (horário de Brasília). O acordo foi costurado nas últimas horas entre a Conmebol, a FIFA, a Federação Espanhola de Futebol e o Real. O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, deu o aval do Governo e garantiu que as Forças e Corpos de Segurança de Espanha (FCSE) já estão mobilizadas para garantir a segurança do evento.

Pela primeira vez em 58 anos de história de uma competição criada em homenagem aos principais líderes independentistas do continente, a final da Libertadores será disputada fora da América do Sul. Nas redes sociais, circulam desde o início da tarde, quando Madri despontou como favorita a receber o jogo, memes que rebatizam o torneio para Copa Colonizadores da América, uma irônica alusão à colonização espanhola na Argentina. "Não creio que a Libertadores perderá sua essência", afirmou Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol.

Após a torcida do River atingir com pedradas e gás de pimenta o ônibus dos jogadores do Boca horas antes da partida do dia 24, a final havia sido programada para o dia seguinte, no domingo 25, no mesmo palco, o Monumental, mas também foi suspensa; os dirigentes decidiram adiar o segundo jogo. Dois dias depois, na terça-feira, os representantes se reuniram em Assunção, capital do Paraguai, junto da cúpula da Conmebol, para tentar encontrar uma solução. Sobre a mesa, tinham, além disso, o pedido do Boca para que fossem proclamados campeões da Libertadores sem que se disputasse a partida na casa do rival. Esta possibilidade foi rechaçada pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol, que limitou-se apenas a multar o River Plate em 400.000 dólares (1,5 milhão de reais), além de determinar punição de dois jogos com portões fechados em 2019.

Pouco depois chegaram a uma conclusão: a partida seria disputada no dia 8 ou 9 de dezembro, e seria fora da Argentina. Foi aventada a opção do jogo acontecer em Doha (Qatar), levando em conta que poucos dias depois, de 12 a 22 de dezembro, será disputado o Mundial de Clubes nos Emirados Árabes, competição para a qual o campeão da Libertadores se classifica. Essa opção também não foi acordada. Como também as partes não aceitaram levar a final para Assunção, local principal das negociações.

A FIFA e a Conmebol abriram, então, a alternativa espanhola, juntamente com a UEFA. As três organizações contataram a FEF para estudar a possibilidade de levar o jogo para a Espanha. A federação local aprovou o plano para o estádio Santiago Bernabéu sediar a partida. Tanto a FEF quanto o Real Madrid deram aval imediato à realização do jogo no palco madridista em 9 de dezembro. No mesmo dia, o time merengue enfrenta o Huesca, em El Alcoraz.