Seleccione Edição
Login

Queermuseu, tema da Fuvest, trata de um dos assuntos mais discutidos em 2017

Exposição foi base da redação do vestibular que questionou: "Devem existir limites para a arte?"

Obra da exposição Queermuseu
Obra da exposição Queermuseu

Neste domingo (7), a prova de redação da Fuvest 2018 tocou em um dos temas mais comentados ao longo de 2017 ao abordar a questão "Devem existir limites para a arte?". A pergunta, que serviu como base para o desenvolvimento dos textos dos vestibulandos, foi acompanhada por reportagens que tratavam do cancelamento da exposição Queermuseu, no Santander Cultural, em Porto Alegre (RS), em setembro. Na época, uma onda de protestos dizia que as obras expostas, que abordavam a questão LGBT, promoviam blasfêmia contra símbolos religiosos e apologia à zoofilia.

A defesa da exposição não tardou e o segundo semestre de 2017 foi marcado por disputas sobre o tema. Meses depois, por exemplo, uma exposição no Masp sobre sexualidade colocaria uma classificação etária pela primeira vez na história do museu, uma palestra da intelectual Judith Butler, conhecida por escrever sobre feminismo, seria alvo de manifestações e o MAM enfrentaria protestos em sua porta depois de uma performance com um artista nu. O EL PAÍS publicou uma série de reportagens sobre que você pode ler abaixo. As provas da Fuvest seguem nesta segunda e terça-feira com provas específicas sobre história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês.

“Caso Queermuseu mostra que são tempos de intolerância. Da direita, mas também da esquerda”

Para Cássio Oliveira, doutor em Estética e Filosofia da Arte pela UFMG, o fechamento prematuro da mostra só foi praticado porque hoje nós temos um contexto de pouco apreço à liberdade de expressão. Por Heloísa Mendonça

'Queermuseum: ninguém é obrigado a visitar uma exposição'

Todas as intolerâncias costumam ter origem no “não gosto disso”. A crítica a uma obra de arte, até mesmo a mais ferina, não pode nunca chegar ao extremo de boicotá-la pela força. Isso é fascismo. Por Juan Arias

“Se não reagirmos, em seis meses a criminalização da arte terá sido consolidada”

Curador da Queermuseu, mostra censurada, Gaudêncio Fidélis, rebate críticos e cobra reação. Ele, Paula Lavigne, e mais dezenas de artistas se unem em resposta à onda conservadora contra exposições. Por María Martín

Crivella veta no Rio a exposição Queermuseu, censurada em Porto Alegre

Prefeito barra negociações do Museu de Arte do Rio para trazer a mostra à cidade. A instituição cede, mas defende “liberdade de expressão e de manifestações artísticas”. Por María Martín

A onda ‘QueerMuseu’ tentou cercear outras obras. Mas encontrou resistência

Mostras e atividades em Brasília, Jundiaí e Campo Grande sentiram pressão conservadora. Em Porto Alegre, ação tentou barrar peça que representa Jesus trans, mas juiz negou. Por Beatriz Sanz

'Como fabricar monstros para garantir o poder em 2018'

Na semana em que o presidente mais impopular da história recente se safou pela segunda vez de uma denúncia criminal, parte dos brasileiros está ocupada caçando pedófilos em museus. Por Eliane Brum

Judith Butler: As vozes da pequena grande batalha do Sesc Pompeia

Palestra da filósofa mobilizou um punhado de manifestantes em São Paulo. Foi mais um 'round' da guerra entre ativistas progressistas e ultraconservadores iniciado com o cancelamento da exposição Queermuseu. Por Felipe Betim

'Gays e crianças como moeda eleitoral'

A força de milícias como MBL é sua capacidade de influenciar tanto eleitores quando odiadores, num momento histórico em que estas duas identidades se confundem. Por Eliane Brum

MAIS INFORMAÇÕES