Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Tuíte de Obama sobre Charlottesville bate recorde mundial de ‘likes’

Citação que ex-presidente dos EUA fez de Nelson Mandela atingiu 2,7 milhões de curtidas

Frase do Twitter de Obama sobre Mandela
Ex-presidente Barack Obama, que condenou o racismo nos EUA com uma icônica frase de Nelson Mandela. AP

Um tuíte do ex-presidente norte-americano Barack Obama (2009-2017) sobre a violência racista do sábado em Charlottesville (Virgínia) se transformou nesta quarta-feira na mensagem mais curtida da história dessa rede social.

A postagem de Obama, que utilizou uma frase do Nobel da Paz Nelson Mandela acompanhada de sua foto com um grupo de crianças, alcançou os 2,71 milhões de likes e superou assim uma mensagem da cantora Ariana Grande depois do atentado no seu show em Manchester (Reino Unido), em maio.

A frase de Mandela, dividida numa série de três tuítes, diz: “Ninguém nasce odiando outra pessoa devido à cor da sua pele, da sua origem ou sua religião. As pessoas precisam aprender a odiar, e se podem aprender a odiar, também pode-se ensiná-las a amar”.

O tuíte do ex-mandatário norte-americano também é um dos mais populares da história quanto a retuítes, embora nessa classificação esteja na quinta posição, com 1,12 milhão.

O tuíte mais reproduzido da história, com 3,65 milhões, foi o de um adolescente que pedia nuggets de frango gratuitos, seguido de uma selfie da apresentadora e comediante Ellen Degeneres durante os prêmios Oscar de 2014, com 3,44 milhões.

O terceiro, com 2,56 milhões, é um de Louis Tomlinson, ex-membro do One Direction, dirigido a seu companheiro de banda Harry Styles, e o quarto é o já mencionado com Ariana Grande, com 1,14 milhão.

No sábado, um neonazista matou uma mulher em Charlottesville ao atropelar com seu veículo manifestantes que protestavam contra a presença de supremacistas brancos na cidade.

MAIS INFORMAÇÕES