Denúncia contra Michel Temer

Na CCJ, relator defende que presidente Temer seja processado por corrupção

Relator: “Há indícios sérios para aceitar denúncia contra Temer”. Assim contamos em tempo real a sessão

Rodrigo Pacheco (à esq.), presidente da CCJ, e o Sergio Zveiter, relator da denúncia contra Temer, na sessão desta segunda-feira.
Rodrigo Pacheco (à esq.), presidente da CCJ, e o Sergio Zveiter, relator da denúncia contra Temer, na sessão desta segunda-feira.Joédson Alves / EFE
São Paulo / Brasilia - 10 jul 2017 - 20:27 UTC

Mais informações

O deputado federal Sergio Zveiter (PMDB-RJ), relator da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB-SP) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, disse nesta segunda-feira, 10 de julho, ao apresentar parecer favorável à abertura de um processo contra o presidente da República, que "há indícios sérios para aceitar denúncia contra Temer" por corrupção passiva, conforme acusação feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Agora, os deputados da CCJ precisam decidir, em votação, se acompanham a recomendação do relator ou se descartam a denúncia contra Temer. Caso a denúncia seja aceita pela CCJ, o caso então será analisado pelo plenário da Câmara, onde são necessários 342 votos dos 513 parlamentares para que o processo avance para o Supremo Tribunal Federal (STF). O caso pode culminar com o afastamento do peemedebista da Presidência.

Acompanhe ao vivo a sessão da CCJ:

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete