Denúncia contra Temer: votação decisiva na Câmara fica para agosto

Governistas citam reforma trabalhista ao votar contra investigação do presidente. Tema vai a plenário

Mais informações

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara rejeitou, por 40 votos contra 25, a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB-SP), acusado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de corrupção passiva. A decisão da CCJ contraria o parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), relator na comissão, favorável à abertura de um processo contra o presidente da República. O tema, no entanto, ainda será analisado pelo plenário da Câmara, onde são necessários 342 votos para aprovar a abertura de um processo penal no Supremo Tribunal Federal. A vitória de Temer ocorre após uma ofensiva do Governo, que nesta semana se mobilizou para trocar os integrantes da comissão.

Acompanhe a repercussão da decisão da CCJ da Câmara:

André De Oliveira
O repórter Afonso Benites, em Brasília, informa que a votação da denúncia contra Temer vai a plenário no dia 2 de agosto, às 9 horas.
André De Oliveira
André De Oliveira
Porta-voz do Governo publicou texto comentando a decisão da CCJ: "A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados não admitiu, pela maioria expressiva de 40 votos a 25, o processamento da denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República. Trata-se de uma maioria de mais de sessenta por cento dos votos. O Presidente recebeu esta notícia com a tranquilidade de quem confia nas instituições brasileiras. O resultado hoje alcançado deixa claro que é sólida a maioria dos que defendem a democracia, os direitos constitucionais e o Estado de Direito. A vitória é da democracia e do direito. Em quase quatorze meses de mandato, o Presidente Temer levou adiante reformas amplas, que modernizam e transformam o Brasil. O País tem rumo. O Brasil tem pressa e as transformações históricas em curso seguirão seu curso em prol de mais emprego, mais renda, e mais justiça social. O Presidente Michel Temer congratula-se com cada um dos deputados e deputadas que hoje, com coragem cívica, deram seu voto em defesa da Constituição e da Democracia."
André De Oliveira
Flávia Marreiro
Relatório favorável a Temer é aprovado na CCJ por 41 votos contra 24. Esse será o texto que os deputados irão avaliar
Flávia Marreiro
Flávia Marreiro
Alessandro Molon diz que se tratou de uma "vitória falsa" por causa das trocas que Temer conseguiu fazer na comissão e diz que Rede vota contra o relatório do tucano.
Flávia Marreiro
Flávia Marreiro
Agora, os líderes dos partidos orientam suas bancadas antes da votação do relatório do tucano Abi-Ackel.
Flávia Marreiro
Flávia Marreiro
Quando será a sessão final do plenário é a grande pergunta agora. Rodrigo Maia diz que denúncia contra Temer só será votada se houver pelo menos 342 deputados no plenário. Ou seja, se o Governo conseguir reunir esse quórum, a votação pode acontecer ainda neste mês de julho
Flávia Marreiro
Flávia Marreiro
A vitória na CCJ é tática, já que a palavra final segue sendo no plenário. É um indicativo do poder de articulação que o presidente ainda tem.O que se deve levar em consideração é que, mesmo que vença essa primeira batalha no plenário, ela provavelmente não será a última. O procurador Janot deve apresentar novas denúncias contra Temer, que passarão pelo mesmo processo
Flávia Marreiro
Afonso Benites
Ele inicia a leitura do relatório.
Afonso Benites
Afonso Benites
Dos 7 deputados do PSDB, só dois votaram contra o relatório de Zveiter. Um deles foi Abi-Ackel.
Afonso Benites
Afonso Benites
O relatório de Abi-Ackel será lido e terá de ser votado ainda hoje.
Afonso Benites
Afonso Benites
Paulo Abi-Ackel, do PSDB de Minas Gerais, é apontado como novo relator.
Afonso Benites
Afonso Benites
Em tese, sessão deveria continuar. Mas há uma confusão no plenário. Parece um pátio de escola no horário do recreio. Alguns gritam: Viva o Brasil, Temer no poder.
Afonso Benites
Afonso Benites
Maria do Rosário (PT-RS) começa a gritar: "Vitória de Pirro. Vitória comprada nessa CCJ".
Afonso Benites
Afonso Benites
Houve uma abstenção.
Afonso Benites
Afonso Benites
Opositores começam a gritar: Fora Temer. Enquanto governistas jogam papel picado para o alto.
Afonso Benites
Afonso Benites
Por 40 votos a 25, Temer vence e CCJ rejeita relatório que defendia a abertura de processo contra o presidente.
Afonso Benites
Afonso Benites
"Mais cedo ou mais tarde a causa do resultado artificial de hoje virá à tona", diz Julio Delgado.
Afonso Benites
Afonso Benites
Iniciada a votação do relatório de Sergio Zveiter (PMDB-RJ) favorável ao processo contra Michel Temer.
Afonso Benites
Afonso Benites
A Minoria vota sim ao relatório.
Afonso Benites
Afonso Benites
PTdoB orienta sim.
Afonso Benites

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: