Um homem na foto das primeiras-damas da reunião da OTAN

Marido do primeiro-ministro de Luxemburgo, o arquiteto Gauthier Destenay, posou com nove mulheres

Gauthier Destenay, na segunda fila, ao lado das primeiras-damas na reunião da OTAN em Bruxelas.
Gauthier Destenay, na segunda fila, ao lado das primeiras-damas na reunião da OTAN em Bruxelas.SASCHA STEINBACH / EFE

Melania Trump, em sua primeira viagem oficial à Europa, e Brigitte Trogneux, a esposa do presidente da França, Emmanuel Macron, recém-chegado ao Palácio do Eliseu, deveriam receber a maior parte das atenções no encontro de primeiras-damas dos países membros da OTAN, reunidos na quinta-feira em uma reunião em Bruxelas, mas um arquiteto belga se transformou no protagonista da foto do grupo.

Entre uma rainha (Matilde da Bélgica), esposas de presidentes de Governo e de dirigentes da República, pela primeira vez, em um encontro dessa natureza, apareceu um homem. Gauthier Destenay posou sorridente ao lado de nove mulheres. É o marido de Xavier Bettel, de 44 anos, o primeiro-ministro de Luxemburgo.

Mais informações

Destenay e Bettel se casaram há dois anos, depois de cinco de relação e meses depois de se tornar possível em Luxemburgo a união legal de pessoas do mesmo sexo, graças a uma iniciativa levada a cabo pelo primeiro-ministro. Bettel foi o primeiro chefe de Governo a realizar um casamento homossexual em um dos 28 países membros da União Europeia. Após a ex-presidenta da Islândia – que não faz parte da UE –, Jóhanna Sigurðardóttir –, que se casou com sua companheira –, e o ex-primeiro-ministro da Bélgica, Elio Di Rupo, o de Luxemburgo foi o terceiro dirigente do Velho Continente a se declarar abertamente homossexual.

A presença de seu marido na reunião de Bruxelas também se tornou um marco. Destenay deu o toque masculino no programa organizado para as primeiras-damas na capital belga. Primeiro, uma visita ao Museu Magritte e para finalizar o dia um jantar no castelo de Laeken, presidido pela rainha Matilde.

Destenay não tem um perfil público. É natural de Arlon, uma província belga vizinha a Luxemburgo e trabalha como arquiteto. E quando a ocasião se faz necessária, exerce as obrigações de consorte do primeiro-ministro de Luxemburgo, como acontece com as mulheres casadas com presidentes. O cargo ainda não tem nome.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete
O mais visto em ...Top 50