“Estou vivo pelo futebol”

Cabañas, artilheiro da Libertadores em 2007 e 2008 e eleito o melhor jogador da América do Sul em 2007, quer completar o milagre de voltar ao futebol profissional O jogador paraguaio, que sofreu uma tentativa de homicídio há quatro anos e ainda tem uma bala alojada na cabeça, foi contratado por um time brasileiro da Série B, o Tanabi Esporte Clube

Coluna

Bola perdida

Rodrigo havia sido convocado para defender o Brasil na copa de futebol de meninos de rua, como capitão do time. Mas, uma semana antes do início da competição, foi morto com cinco tiros