“Não ser submissa exige um combate constante e exaustivo”

Filósofa francesa Manon Garcia é herdeira do existencialismo de Simone de Beauvoir e aborda um tabu do feminismo: a submissão

O feminismo que nasceu com Simone de Beauvoir

Onde está a raiz da desigualdade entre homens e mulheres? O radical ponto de partida de ‘O Segundo Sexo’ continua válido 70 anos depois de seu surgimento

Joanna Maranhão: “Fui abusada, mas combato a cultura do ódio. Justiça punitiva não é solução”

Nadadora se arrepende de provocação à ex-jogadora de vôlei Ana Paula por apoio a Aécio e diz não ter pretensão de entrar para a política

A perda da inocência

Fico imaginando o grau de indignação geral se o ENEM, ao invés de Beauvoir, tivesse apresentado parte do primeiro parágrafo de Lolita, o clássico de Nabokov

Parabéns, atingimos a burrice máxima

A “baranga” Simone de Beauvoir e a importância de um livro que ensina a conversar com fascistas

As mulheres brasileiras dizem basta

Os motivos nunca faltaram, mas, na última semana, o grito foi às ruas

Rumo ao obscurantismo

Os parlamentares alegam agir em defesa de valores tradicionais da família brasileira. Resta saber quem protegerá a sociedade da 'fúria santa' dos nossos legisladores

Como se vingar de um marido traidor

Ou melhor: como uma mulher desprezada, depois de 32 anos de casamento, vai à forra com muito sexo selvagem

Um negro em eterno exílio

A longa travessia de Carlos Moore, o ativista e intelectual que denunciou o racismo em Cuba e passou a vida perseguido pelos dois lados da Guerra Fria, até chegar ao Brasil e encontrar um país mergulhado numa crescente tensão racial

Morrendo na primeira pessoa

Depois de se tornar interdita e silenciada no século 20, a morte ganha cada vez mais espaço em narrativas confessionais de notáveis e de anônimos

A batalha de um homem só

Simon Leys enfrentou uma corrente coletiva de eminentes intelectuais para dissipar um emaranhado de mentiras sobre a "revolução cultural" de Mao, aquela loucura inspirada por um velho déspota

Saudades de Paris

No fim dos anos cinquenta, viviam ainda Sartre, Mauriac, Camus, Breton... Minha mais viva lembrança são os discursos de André Malraux, grandíssimo escritor e orador fora de série

Hannah Arendt, a musa ideológica de Marina Silva

Conceitos políticos mencionados por Marina se encontram nos escritos, por ela citados, dessa filósofa alemã

O passado imperfeito

Os grandes anais da inteligência no Paris após a II Guerra eram mais os estertores da figura do intelectual e os últimos instantes de uma cultura derramada na rua

De Villepin leiloa seus tesouros de papel

O político francês desprende-se de sua excepcional coleção de joias bibliográficas