Nevascas

Apagão no Texas devido a nevasca desata crise política

Republicanos tentam apontar as energias limpas como causa da pane que mantém quase 500.000 lares e empresas sem eletricidade há quatro dias. Senador Ted Cruz amplia a polêmica ao viajar a Cancún

Vista aérea de um bairro de Austin (Texas).
Vista aérea de um bairro de Austin (Texas).Bronte Wittpenn / AP

Mais informações

As insólitas tempestades invernais que assolam o Texas desde a semana passada mergulharam esse Estado do sul dos EUA em uma grave crise de fornecimento elétrico e em um conflito político. Na manhã desta quinta-feira, os cortes de luz se reduziram de maneira significativa, mas quase 500.000 lares e empresas ainda estão no escuro, segundo o rastreamento do site PowerOutage.us. A crítica situação se deve ao congelamento dos geradores elétricos e à inédita demanda energética para fazer frente às baixas temperaturas, que devem durar pelo menos até sábado. Alguns deputados do Partido Republicano responsabilizaram as turbinas eólicas pelos cortes, mas a empresa elétrica estadual negou essa hipótese. O senador conservador texano Ted Cruz jogou mais lenha na fogueira ao fazer uma viagem de lazer a Cancún (México) em pleno caos.

A retomada do suprimento elétrico aos quase 3,5 milhões de lares que sofreram um blecaute de três dias está ameaçada por uma nova avalanche de granizo, chuva e neve. O Conselho de Confiabilidade Elétrica do Texas (Ercot, na sigla em inglês) informou na manhã desta quinta sobre o progresso alcançado na restauração do sistema energético dos clientes, mas advertiu que é possível que ainda seja necessário um rodízio nos próximos dias para manter a rede estável. A água também se tornou um problema. Quase sete milhões de texanos, incluídos os que vivem em grandes cidades como Houston e San Antonio, estão sendo aconselhados a fervê-la antes de consumir, por motivos de segurança sanitária.

O governador do Texas, Greg Abbott, assinou nesta quarta-feira um decreto obrigando os fornecedores de gás natural a deixar de enviar o produto para fora do Estado, direcionando-o para os geradores locais. Abbott confirmou que todas as fontes energéticas foram comprometidas, do carvão às energias renováveis, passando pela única usina nuclear do Estado. “Isto é o que acontece quando se força a rede a depender em parte do vento como fonte de energia”, tuitou na terça-feira o deputado republicano Dan Crenshaw. Participantes dos programas de opinião do canal conservador Fox News também culparam a energia limpa pela crise, embora mais de dois terços da matriz energética texana provenha da queima de combustíveis fósseis. O Ercot observou que embora, o gelo tenha desligado algumas turbinas eólicas, esse foi o fator “menos significativo” para os blecautes.

Apoie a produção de notícias como esta. Assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$

Clique aqui

Poucas horas depois de o escritório do Serviço Meteorológico Nacional em Austin/San Antonio alertar para a aproximação de uma nova tempestade, na quarta-feira —que poderia ser “a pior de todos os eventos invernais desde a semana passada”—, começou a circular a foto do republicano Ted Cruz entrando em um avião com destino ao sul do México. Segundo fontes anônimas citadas pela mídia local, o senador voltará ainda nesta quinta ao seu Estado. As redes sociais o tacharam de hipócrita, porque na véspera de sua viagem havia dito em uma entrevista poderia haver até 100 mortos devido ao mau tempo. “Então não se arrisque. Mantenha a sua família a salvo, fique em casa e abrace a seus filhos”, recomendara.

Mais de 100 milhões de pessoas vivem em áreas dos Estados Unidos sob algum tipo de advertência de clima invernal, que já causou pelo menos 38 mortes no país —por hipotermia, acidentes rodoviários e tentativas desesperadas de se aquecer, como no caso de uma mulher e uma menina que morreram intoxicadas com monóxido de carbono em Houston depois de deixarem o carro ligado numa garagem para se manterem aquecidas, segundo a polícia. É mais que provável que, quando o degelo começar, “encontraremos mais gente que não sobreviveu à tempestade”, alertou Jason Spencer, porta-voz do departamento do xerife do condado Harris (Texas).

W. Nim Kidd, chefe da Divisão de Gestão de Emergências do Texas, informou que as agências estaduais estão trabalhando conjuntamente para atender à demanda de asilos geriátricos, hospitais e centros de diálise, que notificaram uma série de problemas que incluem a explosão de tubulações hídricas e escassez de oxigênio. As autoridades aumentaram para 300 os locais habilitados para que os moradores, especialmente os sem-teto, possam se proteger do frio.

Arquivado Em:

Mais informações

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50