Seleccione Edição
Login

Datafolha confirma alta de Bolsonaro, que agora empata com Haddad no segundo turno

Candidato de extrema direita vai de 28% para 32%, enquanto petista oscila um ponto para baixo

Jair Bolsonaro, Fernando Haddad no debate da Rede TV.
Jair Bolsonaro, Fernando Haddad no debate da Rede TV. REUTERS

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira confirmou a tendência de alta do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, já verificada no Ibope da última segunda-feira. O deputado federal foi de 28% para 32%, uma alta de quatro pontos percentuais em uma semana mesmo enfrentando uma massiva manifestação contrária no sábado, dia 29. Já Fernando Haddad, do PT, oscilou um ponto para baixo. Bolsonaro também teve outra boa notícia: ele melhorou sua performance no segundo turno, agora ele aparece 44% contra 42% de Haddad.

Bolsonaro teve um grande crescimento entre as mulheres, em relação à pesquisa anterior, ocorrida antes das marchas femininas contra ele. Neste segmento, ele passou de 21% para 27% e ultrapassou Haddad (20%), que antes alcançava a primeira posição entre elas. Segundo análise dos diretores do Datafolha, o capitão reformado continua rejeitado por metade das mulheres do país. Entre as mulheres com renda mais alta, ele aumentou dez pontos percentuais desde a pesquisa feita em 18 e 19 de setembro. Entre as mulheres mais pobres, com até dois salários mínimos, ele subiu cinco pontos percentuais. "Uma hipótese para o fenômeno é o grau de identificação de subconjuntos femininos com valores das que se mostraram nos últimos dias contra ou a favor do capitão reformado", afirma a análise de Mauro Paulino e Alessandro Janono. "Um exemplo é que homens e mulheres de famílias nucleares, isto é, casados e com filhos, tendem a votar muito mais no candidato do PSL. Já entre as mães solteiras, Haddad lidera com folga: o apoio ao petista chega a 29% contra 14% do ex-deputado", seguem eles.

A rejeição a Bolsonaro oscilou negativamente um ponto, de 46% para 45%, mas segue a mais alta entre os candidatos. A de Haddad, entretanto, disparou: foi de 32%, na última pesquisa, para 41% —alcançando um índice próximo ao do capitão reformado.

Os principais números da pesquisa

INTENÇÃO DE VOTO

(Entre parênteses o índice de cada candidato na pesquisa anterior, aplicada nos dias 18 e 19/09)

Jair Bolsonaro (PSL): 32% (28%)

Fernando Haddad (PT): 21% (22%)

Ciro Gomes (PDT): 11% (11%)

Geraldo Alckmin (PSDB): 9% (10%)

Marina Silva (Rede): 4%(5%)

João Amoêdo (Novo): 3%(3%)

Alvaro Dias (Podemos): 2%(2%)

Henrique Meirelles (MDB): 2%(2%)

Cabo Daciolo (Patriota): 2%(1%)

Guilherme Boulos (PSOL): 0% (1%)

Vera (PSTU): (1%)

João Goulart Filho (PPL): (0%)

Eymael (DC): (0%)

Brancos/nulos: 8%(10%)

Não responderam: 5% (5%)

REJEIÇÃO DOS CANDIDATOS

Jair Bolsonaro (PSL): 45% (46%)

Fernando Haddad (PT): 41% (32%)

MAIS INFORMAÇÕES