Seleccione Edição
Login

Oito desaparecidos na Suíça após avalanche de lama

Cerca de cem pessoas foram retiradas de suas casas após a tragédia que aconteceu no sul do país

deslizamento de terra na Suíça
Imagem do deslizamento de terra e lama em Bondo. EFE

Oito pessoas continuam desaparecidas depois do deslizamento de terra e lama ocorrido nesta quarta-feira, dia 23 de agosto, na localidade de Bondo, em Graubünden (Grisons), sul da Suíça, segundo confirmou hoje a polícia federal. Apesar de as primeiras informações indicarem que o povoado tinha sido esvaziado e que não havia feridos, nesta manhã foram iniciadas as buscas por esses oito moradores da localidade, cujo paradeiro é desconhecido.

“Na região do Vale de Bondasca, oito pessoas que estavam na região da avalanche não foram encontradas”, afirmou a polícia do cantão de Grisons em um comunicado. O desaparecimento de seis delas foi comunicado por familiares. Helicópteros do exército estão participando da busca das pessoas de quem se perdeu o rastro.

Cerca de cem pessoas puderam ser retiradas de suas casas a tempo. Os desaparecidos são de nacionalidade suíça, alemã e austríaca. Um total de doze residências ou chácaras foram afetadas pelo deslizamento de terras procedente da montanha de Piz Cengalo.

O povoado pôde ser esvaziado a tempo porque toda a região é protegida por um sistema de alarmes contra avalanches. As imagens mostram como a cidadezinha foi invadida por uma enorme massa de barro cinzento que engoliu parcialmente alguns edifícios de Bondo.

MAIS INFORMAÇÕES