Câmara livra Temer e barra denúncia de Janot

Governo consegue placar mínimo de votos para barrar abertura de processo contra presidente

Votação na Câmara da denúncia contra Temer.
Votação na Câmara da denúncia contra Temer. EVARISTO SA (AFP)
Brasília / São Paulo -
Mais informações

O presidente Michel Temer garantiu o arquivamento da denúncia contra ele por corrupção passiva e, assim, manter seu mandado presidencial. Após mais de 11 horas de sessão no plenário da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (2 de agosto), o Governo obteve placar mínimo de votos para barrar a abertura de processo contra o peemedebista e impedir que o caso seguisse para o Supremo Tribunal Federal (STF). Temer foi o primeiro presidente brasileiro no exercício do mandato a ser denunciado por um crime comum, acusado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de supostamente ter beneficiado o empresário Joesley Batista, dono da JBS e delator da Operação Lava Jato, em troca de favores. Desde a denúncia, o Governo manteve uma intensa agenda de negociações com deputados para garantir a vitória na Câmara.

A sessão na Câmara teve início por volta das 9h, comandada pelo deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), e a votação começou após horas de discursos, por volta das 18h30. O voto pelo "sim" era a favor do relatório substitutivo, do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que na CCJ pediu a rejeição da denúncia contra Temer. Já o voto pelo "não" era contra o relatório, ou seja, a favor da aceitação da denúncia da PGR e envio do caso ao STF. Para a abertura do processo contra Temer, eram necessários que dois terços da Casa (342 parlamentares) votassem a favor da aceitação da denúncia contra o presidente.

Veja como foi a cobertura, em tempo real, da votação da denúncia contra Temer na Câmara:

Flávia Marreiro

Aqui encerramos nossa cobertura em tempo real. Veja a cobertura completa em https://brasil.elpais.com

Flávia Marreiro
Flávia Marreiro

Placar expõe redução de base de Temer e dificuldade para mudar Previdência

Leia a reportagem de Afono Benites, que analisa a votação e as consequências nas próximas semanas

http://cort.as/yShQ

Flávia Marreiro
Flávia Marreiro

Se Deus derrubou Dilma, fé na melhora da economia segura Temer

Leia reportagem sobre os discursos durante a sessão

http://cort.as/ySgU

Flávia Marreiro
André De Oliveira
Encerrado o discurso de Temer
André De Oliveira
André De Oliveira
"É hora de atravessarmos juntos a ponte que nos conduzirá ao futuro", diz Temer no encerramento de seu discurso após votação da Câmara dos Deputados
André De Oliveira
Flávia Marreiro

Repórter Talita Bedinelli reporta panelaços nos bairros nobres de Higienópolis e Vila Buarque durante pronunciamento de Temer.

Flávia Marreiro
André De Oliveira
Temer segue falando sobre as reformas trabalhista e previdência, que ainda pretende aprovar, como os maiores trunfos de seu Governo.
André De Oliveira
André De Oliveira
Notas usada em protesto da oposição durante sessão de votação de hoje na Câmara dos Deputados
André De Oliveira
André De Oliveira
"Seguiremos em frente com as ações necessárias para concluir o trabalho que meu Governo começou a pouco mais de um ano", diz Michel Temer, enquanto exalta política econômica do Planalto
André De Oliveira
André De Oliveira
Em pronunciamento, Michel Temer diz que o resultado da votação não é uma vitória pessoal, mas um ganho do Estado de Direito
André De Oliveira
André De Oliveira
André De Oliveira
Afonso Benites
Com o placar final da votação, Temer demonstra que não tem força para aprovar propostas de emendas constitucionais, como a Reforma da Previdência. Esse tipo de projeto precisa de 308 votos. Apoios diretos foram 264. Além de 19 ausências e duas abstenções.
Afonso Benites
André De Oliveira
Depois de fechar o placar final, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), encerra a sessão
André De Oliveira
André De Oliveira
Placar final na Câmara dos Deputados retificado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM)
André De Oliveira
André De Oliveira
Placar final na Câmara dos Deputados
André De Oliveira
André De Oliveira
Placar final: SIM: 263, NÃO: 227, AUSENTE: 19, ABSTENÇÃO: 2
André De Oliveira
André De Oliveira
Ronaldo Lessa (PDT) vota não
André De Oliveira
André De Oliveira
Pedro Vilela (PSDB) está ausente
André De Oliveira
André De Oliveira
JHC (PSB) vota não
André De Oliveira
André De Oliveira
Paulão (PT) vota não
André De Oliveira

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: