Acidente de avião Chapecoense

O mundo do futebol chora a morte dos jogadores da Chapecoense

"Hoje, todos os clubes do Brasil são um só", dizem os times brasileiros em homenagem à equipe

Jogadores e comissão do Real Madrid em minuto de silêncio, nesta terça.

MAIS INFORMAÇÕES

Hoje, todos os clubes do Brasil são um só. É o que dizem as equipes brasileiras em suas redes sociais após o acidente com o avião que levava a equipe da Chapecoense para disputar a final da Copa Sul-Americana na Colômbia. O campeão nacional, Palmeiras, o recém-retornado à Série A Vasco da Gama, o finalista da Copa do Brasil Grêmio. O futebol brasileiro parou nesta terça-feira, com um luto de sete dias decretado pela CBF — a final da Copa do Brasil foi adiada, assim como a última rodada do Campeonato Brasileiro e eventos mais triviais, como a apresentação oficial de Rogério Ceni como treinador do São Paulo. E o mundo inteiro, da América Latina à Europa, presta sua homenagem aos jogadores que morreram a caminho da primeira final internacional da história do clube.

"Todo nosso apoio e solidariedade às vítimas e aos familiares afetados pela tragédia", escreveu o Barcelona. "Minhas orações e solidariedade para os sobreviventes, famílias e amigos da Chapecoense", escreveu o jogador colombiano Radamel Falcao Garcia. "Minhas condolências pelo acidente de avião. Momento duro para o futebol! Muito ânimo e força!", escreveu Iker Casillas, goleiro do Porto. "Expressamos condolências pelo acidente aéreo na Colômbia e mostramos nosso apoio às famílias das vítimas", disse a Juventus de Turín no Twitter. "Comovidos pelo acidente do avião em que viajava a Chapecoense e nosso ex-jogador Cléber Santana", afirmou o Atlético de Madri.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) suspendeu todas suas atividades até segunda ordem e seu presidente, Alejandro Domínguez, anunciou que se deslocava para Medellín. As ligas inglesa, espanhola e alemã, entre outras, publicaram mensagens de solidariedade ao time de Chapecó, assim como a Fifa, que disse que "os pensamentos da Fifa estão com as vítimas, suas famílias, torcedores da Chapecoense e organizações de mídia no Brasil neste dia trágico". O presidente da instituição, Gianni Infantino, disse que é um dia muito triste para o futebol e disse que seus pensamentos estão com as vítimas.

Equipes como Bayern de Munique, Borussia Dortmund, Milan, Manchester United e Torino — estes últimos dois com trágicos acidentes aéreos em suas histórias — também manifestaram solidariedade pelo ocorrido. As condolências partiram de outras estrelas mundiais, como os argentinos Sergio Agüero e Lionel Messi, o inglês Wayne Rooney, os brasileiros Neymar e Casemiro, o espanhol Sergio Ramos e ex-jogadores como Pelé, Maradona e Cafu.

Arquivado Em: