Virada Cultural

Assim o paulistano curtiu a Virada

Veja fotos de como São Paulo viveu mais uma vez seu maior evento cultural a céu aberto

Um balanço improvisado na Praça Dom José Gaspar.
Um balanço improvisado na Praça Dom José Gaspar.Lilo Clareto

A Virada Cultural de São Paulo chegou à sua edição de número 11 no último fim de semana (20 e 21 de junho) com um saldo positivo, ao menos no quesito segurança – que tanto preocupa as autoridades e o público do evento.

Quem esteve presente relata que a festa transcorreu como esperado: em clima de festa. Este ano, foram registradas menos ocorrências policiais, as ruas se mantiveram razoavelmente limpas e o evento transcorreu sem maiores distúrbios. Teve até transporte público circulando continuamente, demanda de muitas Viradas atrás.

MAIS INFORMAÇÕES

Deu para notar, apesar da falta de dados oficiais (o secretário municipal de Cultura, Nabil Bonduki, afirmou que não serão divulgados, já que não existe meio confiável de aferição), que houve um público menor em relação a ediçÕes anteriores. É provável que o frio, que atingiu seu ápice na noite de sábado, tenha contribuído para isso, já que – com um total de 1.500 atrações – houve opções de entretenimento para todos os gostos.

Tanto se curtiu a Virada, que as imagens comprovam: o paulistano, que ultimamente anda aprendendo a ocupar as ruas e a apropriar-se delas, achou muito bom virar mais uma vez.

Visite a galeria de fotos.

Arquivado Em: