Ao Vivo | Protesto chega à Prefeitura e é dispersado por bombas da PM

Grupo que protesta contra a tarifa do transporte público se reúne na avenida Paulista

Manifestantes durante o primeiro ato, na última sexta-feira.
Manifestantes durante o primeiro ato, na última sexta-feira.NACHO DOCE (REUTERS)

O Movimento Passe Livre (MPL) realiza nesta sexta-feira o segundo ato contra a tarifa em São Paulo. O grupo pede a gratuidade do ônibus, metrô e trem, que aumentaram no último dia 6 de janeiro de 3 para 3,50 reais.

O protesto começa em meio a uma acirrada disputa nos bastidores. Nesta semana, o prefeito Fernando Haddad (PT) começou a se mover politicamente para tentar enfraquecer os protestos do grupo, conforme informou uma reportagem do EL PAÍS. Em resposta à movimentação do prefeito, que se articulou com outros movimentos sociais para realizar atos paralelos, o MPL divulgou nota dizendo que a atitude é lamentável e que as manifestações vão continuar. O primeiro ato, na última sexta-feira, acabou após uma forte repressão policial. Acompanhe os principais momentos do segundo ato.

EL PAÍS BRASIL
A situação já está calma no centro de São Paulo. Encerramos por aqui a nossa cobertura do ato. Boa Noite!
EL PAÍS BRASIL
MPL marcou um terceiro ato contra as tarifas para a próxima terça-feira, dia 20, às 17h, na praça Silvio Romero, próximo ao Metrô Tatuapé, na zona leste de São Paulo.
EL PAÍS BRASIL
No 78º DP há seis detidos. Advogados relatam que ao chegarem ao local tiveram a entrada dificultada. "Exigiam o nome dos clientes para entrar, enquanto ninguém sabia quem estava onde", disse um deles. Depois conseguiram entrar. Há outros cinco detidos no 2º DP, no Bom Retiro.
EL PAÍS BRASIL
Policiais atiram gás lacrimogêneo no centro, mais cedo. Crédito: NACHO DOCE/REUTERS
EL PAÍS BRASIL
O acesso ao 78º DP, nos Jardins, para onde foram levados os detidos, está bloqueado, relata a repórter MARÍA MARTÍN, que está no local.
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Manifestante leva uma gravata de um policial. Crédito: NACHO DOCE/REUTERS
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
MPL afirma que oito detidos foram levados para a delegacia
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
O manifestante José, de 23 anos, conta o que aconteceu no momento da confusão: "Quando começamos a caminhar para a Secretaria dos Transportes fomos cercados e encurralados contra a parede pela PM. Jogaram muita bomba e tive medo de cair do Viaduto do Chá".
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Clima se acalma no centro de São Paulo, mas policiais ainda circulam a pé e em motos, em busca de manifestantes
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Segundo o MPL, há ao menos dez manifestantes detidos até o momento
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Tropa de Choque perto do Theatro Municipal
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Um grupo de manifestantes afirmou que a Polícia Militar cercou a Secretaria dos Transportes e atirou bombas contra o ato.
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
A manifestação se dispersou, mas um grupo maior segue próximo à Câmara Municipal. A ideia era terminar o ato na Secretaria dos Transportes do Governo do Estado, que fica na rua Boa Vista.
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Crédito: NELSON ALMEIDA/AFP
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Uma agência da Caixa Econômica Federal foi depredada na rua Líbero Badaró, segundo informações da Polícia Militar
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Uma parte dos manifestantes desceu para o Vale do Anhangabaú e a Tropa de Choque joga bombas. Participantes do ato jogaram lixo no chão e colocaram fogo, formando barricadas.
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
A Tropa de Choque encurralou os manifestantes na rua da Prefeitura quando o ato começaria a seguir para a Secretaria dos Transportes do Estado
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Segundo a PM, manifestantes atiraram fogos de artifício contra a tropa
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
Polícia Militar começa a jogar bomba de gás lacrimogêneo nos manifestantes em frente à Prefeitura
EL PAÍS BRASIL
EL PAÍS BRASIL
VÍDEO | Manifestantes chegam à Prefeitura, onde realizam um jogral e cantam um funk, que é uma paródia da música "Beijinho no ombro", da cantora Valesca Popozuda
EL PAÍS BRASIL

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS