Centenas de milhares de pessoas marcham na França por vítimas

Atos antecedem a grande manifestação convocada para domingo em Paris

Marcha em Marselha e memória das vítimas do terrorismo.
Marcha em Marselha e memória das vítimas do terrorismo.S. NOGIER (EFE)

Milhares de pessoas se manifestaram neste sábado em silêncio em diversas cidades da França contra o terrorismo e em homenagem às 17 vítimas dos ataques dos últimos três dias, entre as quais os 12 mortos no atentado contra o semanário satírico Charlie Hebdo, uma policial e quatro pessoas que foram feitas reféns em um mercado judaico na capital francesa.

As passeatas têm sido bem numerosas em distintas cidades, como em Pau, localidade de 80.000 habitantes no sudoeste da França que, segundo a prefeitura, conseguiu reunir cerca de 40.000 pessoas. “Todos somos Charlie” foi um dos slogans mais vistos nas manifestações, realizadas também em outras cidades, como Orléans (centro), com 22 mil participantes, Nice (sul), onde cerca de 25.000 pessoas se reuniram no Passeio dos Ingleses ao longo da praia

MAIS INFORMAÇÕES

Essas marchas antecedem a grande manifestação convocada para domingo a partir das 15h, em Paris, que defenderá os valores da República francesa e pretende ser uma mostra de unidade no país e contra o terrorismo.

A manifestação parisiense será encabeçada pelo presidente francês, François Hollande, que convidou vários líderes estrangeiros, como o presidente do Governo (primeiro-ministro) espanhol, Mariano Rajoy, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, e a chanceler alemã, Angela Merkel.

Hollande pediu na sexta-feira a todos os franceses que se unam à marcha de domingo para defender “os valores da democracia, da liberdade e do pluralismo”.

Arquivado Em: