Opinião

Lula está livre. E agora?

Militância que acompanhou o ex-presidente do lado de fora da prisão quer atuar como uma rede descentralizada pelo país. Um dos desafios é lidar com frente antipetista que pode virar o jogo para uma direita mais moderada