Desprezo de Bolsonaro pelos diferentes e os sem poder foi um tiro pela culatra

São essas pessoas, começando a reconquistar sua dignidade secularmente humilhada, que, num feliz paradoxo, poderiam se tornar o pior perigo que ameaça seu trono

Presidente Jair Bolsonaro em evento no Palácio do Planalto, no dia 19 de novembro.
Presidente Jair Bolsonaro em evento no Palácio do Planalto, no dia 19 de novembro.EVARISTO SA / AFP

Ninguém melhor que Bolsonaro, que adora fuzis e pistolas, para estar acompanhado da expressão “o tiro saiu pela culatra”. Chegou à Presidência com sua carga de desprezo e desinteresse pelos diferentes e sem poder, algo que sempre o tinha caracterizou, mas desta vez com a força e a liberdade conferidas por ser chefe de Estado....

Mais informações