Tribuna
i

Quando eu, uma gata, descobri que era adotada

Mia decidiu escrever para aconselhar os humanos a adotar um animal em vez de comprá-lo

Fiquei assim ao saber que tinha sido adotada.
Fiquei assim ao saber que tinha sido adotada.Pedro Zuazua

Olá, sou Mia. Uma gata europeia (nada) comum. Acho que tenho dois anos e meio. Moro em Madri com Pedrín, um idoso preso no corpo de uma pessoa de 37 anos. Ele não é um mau companheiro de quarto, mas, como todos os humanos, às vezes é um pouco chato. “Não faça isso, não suba aí...”. Cara, sou uma gata e faço o que me der na telha....

Mais informações