Jogos Olímpicos Tóquio 2021

Olimpíada de Tóquio já tem nova data: de 23 de julho a 8 de agosto de 2021

COI anuncia oficialmente o novo calendário dos Jogos, muito semelhante ao previsto para 2020

Japonesa vestida com um quimono diante dos anéis olímpicos de Tóquio
Japonesa vestida com um quimono diante dos anéis olímpicos de TóquioBEHROUZ MEHRI / AFP

Mais informações

Fazendo uso de seu direito a prioridade, o Comitê Olímpico Internacional (COI) já fixou as datas definitivas para a Olimpíada de Tóquio-2020, que, assim como o evento que estava originalmente previsto para este ano, começará na quarta sexta-feira de julho de 2021 (dia 23), para terminar no segundo domingo de agosto (dia 8). Assim oficializou o COI.

Os esportistas esperavam que a mudança de datas os salvasse do bárbaro verão de Tóquio, temido por todos pelo calor e umidade, e que o evento fosse transferido para o próximo outono ou primavera japonesa. Suas expectativas – e as de suas federações internacionais, que transmitiram esse desejo ao COI – acabaram sendo frustradas. A Olimpíada continuará sendo disputada nas semanas de mais calor, o que obrigará, novamente, a levar as provas de resistência de atletismo, a marcha e a maratona para a cidade de Sapporo, mais ao norte e menos calorosa.

O COI respeita assim os desejos do Governo japonês e do comitê organizador local, assim como os da televisão NHK. Estas datas, afirmam, enfrentam menos concorrência de outros esportes, como o futebol europeu, que alcançam seu apogeu na primavera boreal. Ao redor dessa quinzena sagrada e das quatro semanas da Eurocopa (de 11 de junho a 11 de julho), outros esportes deverão recompor o quebra-cabeças da normalidade do calendário.

Como se 2020 tivesse sido um parênteses em branco, em 2021 o Tour de France, que deveria partir de Copenhague na sexta-feira, 2 de julho, deverá voltar a ser antecipado em uma semana para se encaixar como puder entre ambos os eventos, e começará em 25 de junho, enquanto o Mundial de Atletismo, programado para 6 a 15 de agosto de 2021 em Eugene, Oregon, será adiado por exatamente um ano (de 5 a 14 de agosto de 2022). Isto, inclusive, agradou a Sebastian Coe, o presidente da federação internacional (WA), que contará com quatro verões seguidos, de 2021 a 2024, com o atletismo como esporte-rei (duas Olimpíadas, Tóquio-21 e Paris-24, e dois Mundiais, Eugene-22 e Budapest-23). A natação, que tinha previsto realizar seus Mundiais de 2021 também no Japão (Fukuoka, de 16 de julho a 1º de agosto), mostrou-se também disposta a mudar suas datas, mas, de entrada, disse não à possibilidade de adiar o torneio para 2022.

A confirmação oficial significa também o tiro de largada para o planejamento de todos os esportistas. Até o momento, confirmaram sua vaga 57% dos 11.000 previstos, de 206 países e 33 esportes diferentes.

Informações sobre o coronavírus:

- Clique para seguir a cobertura em tempo real, minuto a minuto, da crise da Covid-19;

- O mapa do coronavírus no Brasil e no mundo: assim crescem os casos dia a dia, país por país;

- O que fazer para se proteger? Perguntas e respostas sobre o coronavírus;

- Guia para viver com uma pessoa infectada pelo coronavírus;

- Clique para assinar a newsletter e seguir a cobertura diária.

Mais informações