Pandemia de coronavírus

Coronavírus provoca apagão mundial no esporte

Esporte reage à pandemia com cancelamento de rodadas da UEFA, Premier Legue e Libertadores, além de suspensões no tênis, hóquei, ciclismo, NBA e Fórmula 1. Planos para os Jogos Olímpicos continuam

A Arena Capital One, casa do time de hóquei Washington Capitals NHL vazia no dia 12 de março. A liga seguiu a orientação da NBA e suspendeu todos os jogos.
A Arena Capital One, casa do time de hóquei Washington Capitals NHL vazia no dia 12 de março. A liga seguiu a orientação da NBA e suspendeu todos os jogos.Nick Wass / AP

Mais informações

O conhecimento do positivo para o coronavírus do técnico do Arsenal Mikel Arteta, o segundo caso da Premier League da Inglaterra, depois do jogador de futebol do Chelsea, Callum Hudson-Odoi, forçou a competição a suspender suas partidas até o próximo dia 4 de abril. A decisão ocorreu após a reunião de emergência convocada na manhã desta sexta-feira em que os principais acionistas dos 20 clubes da liga de futebol inglesa tomaram por unanimidade a decisão de interromper o campeonato para conter a propagação do coronavírus (Covid-19), que nos últimos dias experimentou um crescimento exponencial no Reino Unido, chegando a 590 casos.

“Acima de tudo, desejamos a Mikel Arteta e a Callum Hudson-Odoi recuperações rápidas, e a todos os outros afetados pelo Covid-19”, afirmou em nota o principal executivo da Premier League, Richard Masters. “Nesta situação sem precedentes, estamos trabalhando em estreita colaboração com nossos clubes, Governo, a Associação de Futebol e a EFL [Liga Inglesa de Futebol] e podemos tranquilizar a todos que a saúde e o bem-estar dos jogadores, funcionários e torcedores são a nossa prioridade”.

A UEFA também anunciou nesta sexta-feira que está suspendendo todas as competições programadas para a próxima semana, portanto não haverá jogos da Liga dos Campeões ou da Europa devido à disseminação da doença. O jogo Manchester City-Real Madrid, que estava marcado para terça-feira 17, já havia sido cancelado porque a equipe de Zinedine Zidane está em quarentena. Até a quinta-feira, a UEFA resistia em adotar medidas preventivas, provocando críticas e trazendo à tona amargas lembranças, como em 2001, no dia 11 de Setembro, quando a liga fez com que a rodada da Champions fosse disputada mesmo após o atentado em Nova York.

Em comunicado divulgado na tarde de quinta-feira, a Conmebol ratificou a decisão, chancelada pela FIFA, de adiar os jogos das primeiras rodadas das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar. Com isso, as partidas do Brasil contra Bolívia e Peru, previstas para 27 e 31 de março, respectivamente, serão remarcadas. “Trabalhando em conjunto podemos superar essa situação, levando em conta especialmente a saúde de todas as pessoas envolvidas em nosso esporte ao redor do mundo”, diz a FIFA na carta enviada à Conmebol. A confederação anunciou ainda a suspensão da Copa Libertadores da América, medida que vale para os jogos da próxima semana.

A partidas da primeira e segunda divisões da Liga francesa também foram supensas indefinidamente. O país ainda cancelou a tradicional competição de ciclismo Paris-Nice, para tentar combater a propagação do vírus.

A Liga

A Liga (organização responsável pelo Campeonato Espanhol) e a Federação Espanhola de Futebol (FEF) acertaram a suspensão das duas próximas rodadas das primeira e segunda divisões, pelo menos. A decisão que foi tomada após a notícia de que o Real Madrid havia isolado as equipes de futebol e basquete, assim como os funcionários de Valdebebas, por conta da contaminação de Trey Thompkins, jogador de basquete da equipe de Pablo Laso.

O Barcelona também divulgou nota afirmando que, conforme recomendações dos médicos do clube, a primeira equipe suspendeu todas as atividades até novo aviso. A Juventus também está em quarentena, após o contágio de seu jogador Daniele Rugani, circunstância que encontrou Cristiano Ronaldo na Ilha da Madeira, visitando sua mãe que está doente. O jogador já havia avisado a equipe não voltaria à Turim nas próximas duas semanas.

O Campeonato Espanhol não havia sido suspenso desde a Guerra Civil (1936-1939), com exceção das greves de 1979, 1981, 1984 e 2011. Na quarta-feira, o sindicato patronal espanhol estimou o impacto negativo da crise de saúde em 678,4 milhões de euros (3,6 bilhões de reais) – por rendas de televisão, patrocínios e bilheterias. A FEF também anunciou o cancelamento do amistoso entre Holanda e Espanha previsto para 29 de março em Amsterdã. Resta ver o que fazer com o jogo entre Espanha e Alemanha marcado para o estádio Metropolitano de Madri para 26 de março.

Olimpíadas

O Comitê Olímpico Internacional (COI) vem adiando a decisão final sobre os Jogos. E, até o momento, os preparativos para as Olimpíadas de Tóquio continuam. O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe conversou nesta sexta-feira com presidente dos EUA, Donald Trump, que sugeriu adiamento. Trump já havia dito a repórteres na quinta-feira que talvez fosse melhor adiar os jogos por um ano. Em conversa por telefone, Shinzo Abe informou Trump sobre os esforços do Japão para sediar as Olimpíadas, conforme revelou o porta-voz do Governo japonês Yoshihide Suga em uma entrevista coletiva.

Ambos os líderes concordaram em coordenar estreitamente a realização dos eventos. Cerca de 11.000 atletas participarão das Olimpíadas de Tóquio, que começam em 24 de julho, se não forem adiadas pelo coronavírus. Os Jogos Paraolímpicos começam em 25 de agosto. “O COI e os organizadores de Tóquio não estão considerando o cancelamento ou adiamento dos Jogos”, disse o ministro olímpico Seiko Hashimoto a repórteres.

Em Tóquio, deveria estar neste momento o novo dream-team da NBA, liga que anunciou seu encerramento temporário após o teste do francês Rudy Gobert, do Utah Jazz, dar positivo. Horas depois foi anunciado que a grande estrela da equipe, Donovan Mitchell, também estava infectada. Da mesma forma que a NBA, a Liga Nacional de Hóquei (NHL) dos EUA, interrompeu a temporada regular de 2019-20 devido às preocupações com a pandemia. A NHL tem 189 jogos restantes, incluindo 10 que estavam marcados para a próxima quinta-feira. A temporada regular estava programada para terminar em 4 de abril.

A Euroliga, também conhecida como Turkish Airlines Euroleague, maior competição de clubes de basquetebol masculino da Europa também parou. Assim como a Associação de Tenistas Profissionais (ATP) e o Circuito feminino da ITF (Associação Internacional de Tênis), que cancelaram todas as partidas de tênis até pelo menos dia 20 de abril.

Fórmula 1

Outra situação confusa ocorreu na Fórmula 1. Tudo estava organizado no circuito de Albert Park, em Melbourne, para a celebração da primeira corrida do Grande Prêmio de Fórmula 1, neste domingo, quando ocorreu a primeira notícia da chegada do coronavírus na competição. E não veio dos organizadores, mas de uma das equipes, a McLaren, que, decidiu abandonar GP da Austrália após ser revelado que um membro de sua equipe tem a doença.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) demorou para dar por cancelado o início da temporada entre fortes conflitos internos. O piloto inglês Lewis Hamilton (Mercedes), atual campeão da Fórmula 1, chegou a criticar em coletiva de imprensa a organização por não tomar providências e suspender a corrida. “Estou muito, muito surpreso por estarmos aqui. Acho ótimo ter corridas, mas para mim é surpreendente que todos estejamos sentados nesta sala (...) O dinheiro é rei”, disse.