Crise econômica do coronavírus

Fantasmas de uma nova crise espreitam a América Latina em meio à alta dos mercados financeiros

Wall Street investiu 115 bilhões de dólares em dívida latino-americana no ano passado, mas seu apetite pela região depende de não haver mudanças de política monetária

Manifestantes protestam em frente à Bolsa de Nova York contra a decisão de suspender a compra de ações da GameStop, no final de dezembro.
Manifestantes protestam em frente à Bolsa de Nova York contra a decisão de suspender a compra de ações da GameStop, no final de dezembro.Tayfun Coskun/Anadolu Agency/Getty Images

O temor de que a crise econômica global causada pela pandemia poderia gerar também uma grave crise financeira parece ter desaparecido. O dinheiro injetado no sistema financeiro pelos países mais ricos não só evitou que os investidores entrassem em pânico como, ao invés disso, impulsionou as Bolsas a níveis históricos. Quanto aos mercados, portanto, esse teste já foi superado. Ou não? Investidores destacados, especialistas e observadores dos mercados debatem sobre o futuro próximo. Perguntam-se...

Mais informações