Luiz Inácio Lula da Silva

Lula um dia após ser solto: “Se a gente tiver juízo, em 2022 a esquerda vai derrotar a ultradireita”

Em discurso a uma multidão de apoiadores em São Bernardo, ex-presidente mira as eleições, e ataques a Bolsonaro, Moro e à Globo

Lula discursa a apoiadores em São Bernardo do Campo, na Grande SP.
Lula discursa a apoiadores em São Bernardo do Campo, na Grande SP.Pedro Vilela (Getty Images)

O ex-presidente Lula participou de um ato neste com militantes neste sábado, um dia após ser solto, no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, o berço político de Lula na Grande São Paulo. É a segunda aparição pública de Lula desde que deixou a cadeia nesta sexta-feira, beneficiado por uma decisão do Supremo Tribunal Federal que mudou o entendimento a respeito do cumprimento da pena após condenação em segunda instância. O petista volta, 581 dias depois, ao local onde falou pela última vez antes de ser preso, em abril de 2018. Em longo discurso a apoiadores, Lula voltou seus ataques à Operação Lava Jato, responsável pela condenação por lavagem de dinheiro e corrupção no caso do Triplex do Guarujá que o levou ao cárcere e ainda o mantém inelegível. Também criticou o presidente Jair Bolsonaro, o ministro Sergio Moro e a TV Globo, e mirou as eleições de 2022: “Se a gente tiver juízo, em 2022 a esquerda vai derrotar a ultradireita”, afirmou. Pouco antes, Bolsonaro fez menção à libertação de Lula com um texto postado nas redes sociais: "Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa", disse. Enquanto isso, houve protestos em algumas cidades contra a decisão do STF.

Veja os principais destaques da cobertura: