O último vídeo gravado pelos alpinistas que desapareceram na cordilheira do Himalaia

Serviços de resgate recuperaram sete cadáveres e uma câmera GoPro usada para filmar a ascensão

Agencias El País
Nova Déli -

Uma equipe de resgate encontrou e publicou um vídeo filmado pelos oito escaladores que morreram em maio passado numa avalanche na montanha Nanda Devi, no Himalaia. As imagens mostram os alpinistas alcançando um pico da cordilheira. A polícia fronteiriça indo-tibetana (ITBP, na sigla em inglês) recuperou os corpos de sete montanhistas e suspendeu a busca de um oitavo, informaram as autoridades indianas nesta quarta-feira.

O grupo de alpinistas foi surpreendido por uma avalanche enquanto tentava chegar a um topo até agora não coroado da segunda montanha mais alta da Índia, de 7.817 metros. Quatro britânicos, dois norte-americanos, um australiano e um indiano integravam o grupo.

Mais informações

O vídeo, que dura menos de dois minutos, mostra dois momentos da ascensão. O primeiro, enquanto amanhece; e o segundo, em que aparecem os sete montanhistas subindo lentamente, já de dia. Não se escutam vozes dos integrantes, mas há ruído de vento.

O dispositivo – uma câmera GoPro, segundo a BBC – foi encontrado a cerca de 5.800 metros de altura, conforme a mensagem publicada pela ITBP em sua conta do Twitter. Helicópteros da Força Aérea da Índia localizaram em junho cinco cadáveres na mesma zona onde o grupo desapareceu. O mau tempo frustrou as primeiras tentativas de recuperar os corpos, até que em 23 de junho os socorristas puderam alcançar o lugar.

“Infelizmente, tivemos que suspender as buscas por causa do mau tempo”, afirmou o porta-voz da ITBP, Vivek Pandey, lembrando que foi “uma das operações de resgate mais complicadas”.

Regras

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: