Seleccione Edição
Login

Ataque a tiros em prédio público deixa uma dezena de mortos nos EUA

O suspeito do crime, ocorrido em Virgínia Beach, é um funcionário do local que também morreu. Outras seis pessoas ficaram feridas

Uma ambulância dirige-se ao local do tiroteio, em Virgínia.
Uma ambulância dirige-se ao local do tiroteio, em Virgínia. AP

Ao menos 12 pessoas morreram, segundo a polícia, em um ataque a tiros em Virgínia Beach, no Estado de Virgínia (Estados Unidos), nesta sexta-feira. O suspeito também morreu. Os disparos foram feitos em um complexo de prédios municipais, onde o suspeito trabalhava. A polícia acredita que ele agiu sozinho.

Outras seis pessoas ficaram feridas, sendo ao menos uma delas um agente policial, que foi salvo pelo colete à prova de balas. Todos foram levados para hospitais, mas ainda não há informações sobre o estado de saúde deles.

“É o dia mais devastador da história de Virgínia Beach”, afirmou à imprensa o prefeito do local, Robert M. Dyer. "As pessoas afetadas são nossos amigos, companheiros de trabalho, vizinhos", ressaltou.

O complexo público tem cerca de 20 edifícios. O ataque aconteceu no número dois, onde estão os escritórios de urbanismo e obras públicas. A polícia foi chamada depois de receber um telefonema desde o edifício. Não se sabe a hora exata nem quanto tempo demorou para chegar. Os trabalhadores tentaram se proteger atrás de barricadas improvisadas com as mesas de escritório, segundo o relato de testemunhas na televisão, enquanto os agentes de polícia gritavam para que todo mundo se jogasse no chão.

O chefe de polícia da cidade, James Cervera, disse em uma coletiva de imprensa que ainda se investigam as causas do tiroteio. Neste momento, ainda não se sabe se o atirador tirou a própria vida ou morreu em uma troca de disparos com os agentes. 

MAIS INFORMAÇÕES