Presidente Jair Bolsonaro

Com febre, Bolsonaro deve ficar internado mais uma semana

A previsão inicial era de que o presidente recebesse alta na quarta-feira

O presidente Jair Bolsonaro faz uma videoconferência com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.
O presidente Jair Bolsonaro faz uma videoconferência com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.HANDOUT / REUTERS

Depois de sofrer uma parada intestinal no sábado, o presidente Jair Bolsonaro continuará na unidade de tratamentos semi-intensivos do hospital Albert Einstein, em São Paulo, até pelo menos a próxima segunda-feira (11/02), segundo o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. Bolsonaro está internado há uma semana, após ter sido submetido a uma cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia que levava desde que sofreu um atentado à faca em setembro, durante a campanha eleitoral. A previsão inicial era de que o presidente recebesse alta na quarta-feira (06/02).

De acordo com o boletim médico desta segunda-feira, Bolsonaro teve febre na noite de domingo (37,3 °C) e apresentou alteração de alguns exames laboratoriais. O presidente "foi submetido à punção guiada por ultrassonografia e permanece com dreno no local. Está no momento sem dor, afebril, em jejum oral, com sonda nasogástrica e nutrição parenteral exclusiva. Já apresenta movimentos intestinais e teve dois episódios de evacuação. Segue realizando exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular no quarto", diz o boletim.

As visitas ainda estão restritas, por ordem médica. Somente a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), um de seus filhos, acompanham o presidente, que também está impedido de falar. Bolsonaro continuará despachando do gabinete improvisado pelo Palácio do Planalto ao lado do quarto em que se encontra.

No EL PAÍS, dezenas de jornalistas trabalham para levar a você as informações apuradas com mais cuidado e para cumprir sua missão de serviço público. Se quiser apoiar nosso jornalismo e ter acesso ilimitado, pode fazê-lo aqui por 1 euro no primeiro mês e 10 euros a partir do mês seguinte, sem compromisso de permanência.

Inscreva-se

Mais informações