Seleccione Edição
Login

Descoberta tribo indígena isolada na Amazônia

Fundação Nacional do Índio divulgou imagens feitas com um drone em 2017 que revelam a existência de um grupo não detectado até agora

Residência indígena fotografada em 2017 no Amazonas.
Residência indígena fotografada em 2017 no Amazonas.

As imagens tomadas com a ajuda de um drone em uma área de difícil acesso na Amazônia brasileira mostram figuras que caminham em uma clareira na vegetação abundante. A Fundação Nacional do Índio (Funai) acaba de divulgar um vídeo gravado no ano passado durante uma de suas expedições ao Vale do Javari que revela a existência de indígenas isolados, que se juntam à dezena de tribos nunca contatadas pelo homem branco detectadas na região.

É uma área de difícil acesso no sudoeste do extenso estado do Amazonas, próxima da fronteira com o Peru, onde se concentra o maior número de registros confirmados de tribos isoladas no Brasil. A Funai –instituição governamental que desenvolve políticas de proteção para as comunidades indígenas– tem conhecimento da existência de pelo menos 11 povos indígenas que habitam a floresta sem contato com cidades. Além disso, estabeleceu contato com outros oito grupos que preferem continuar vivendo de acordo com seus costumes ancestrais nas áreas em que habitam. Em suas expedições, encontraram sinais de vida dessas comunidades, como uma enorme cabana, machados artesanais, uma corneta feita de casca de árvore e canoas talhadas em troncos de palmeiras.

Para chegar até lá, a equipe formada por membros da Funai e da polícia teve de percorrer 180 quilômetros por rios e caminhos de terra, além de outros 120 de caminhada pela floresta, como explicou a instituição em um comunicado.

O projeto, que visa “proteger indígenas isolados”, contou com a ajuda de membros do povo Kanamari, grandes conhecedores da região. O coordenador dos trabalhos, Vitor Góis, enfatiza que “a vigilância e o controle devem ser intensificados na região para inibir a ação de criminosos e garantir a plena posse do território pelos índios”. A Funai possui 107 registros de grupos indígenas isolados no Brasil.

O único sobrevivente

A mesma organização divulgou no mês passado imagens de uma pessoa que se acredita ser o único sobrevivente de uma aldeia arrasada na Amazônia. O homem vive na Terra Indígena Tanaru, no estado de Rondônia (que faz fronteira com a Bolívia), e se presume que vaga pela floresta há 22 anos depois que seu povo sucumbiu aos ataques de fazendeiros e madeireiros.

Esse vídeo foi gravado em 2011, mas não havia sido divulgado até agora. Devido às evidências encontradas este ano, acredita-se que ele ainda esteja vivo. Sua situação, como a desses povos, preocupa os especialistas, que advertem sobre os ataques e pressões do agronegócio e da mineração para se apropriarem das terras ancestrais. Mais de 800.000 indígenas de 305 etnias com 274 línguas vivem no Brasil.

MAIS INFORMAÇÕES