Atriz pornô que teve encontro com Trump diz que sofreu ameaça

Stormy Daniels relata em uma entrevista o seu encontro sexual com Trump e se nega a revelar se tem provas a respeito. “Não tenho nenhuma razão para mentir”

Stormy Daniels, durante a entrevista à CBS transmitida neste domingo.
Stormy Daniels, durante a entrevista à CBS transmitida neste domingo. (REUTERS)

A atriz pornô Stormy Daniels, de 39 anos, diz que o entorno do presidente Donald Trump a ameaçou fisicamente diante da sua filha pequena para que “o deixasse em paz”. A intimidação teria acontecido num estacionamento de Las Vegas, em 2011, quando ela já havia concedido uma entrevista à revista InTouch relatando seu relacionamento com o magnata. Daniels, cujo nome verdadeiro é Stephanie Clifford, voltou a narrar a aventura sexual, com direito a detalhes picantes, numa esperadíssima entrevista televisiva que foi ao ar neste domingo. É a primeira vez que ela fala em público desde que denunciou o presidente e seus advogados, que negam os fatos. A seguir, um resumo dos principais trechos da entrevista do Stormy Daniels à rede CBS.

O encontro com Trump

A cena é um torneio de golfe de celebridades realizado em 2006 junto ao lago Tahoe (na fronteira entre a Califórnia e Nevada). Stormy Daniels diz que foi apresentada a Trump, ele a convidou para jantar, e terminaram a noite na suíte dele. Trump não parava de falar de si mesmo. “Você viu minha última revista?”, disse-lhe, mostrando uma publicação com sua foto na capa. “Alguém deveria dar umas chicotadas em você com essa revista”, respondeu Daniels. Segundo o relato, Trump ficou estupefato com a resposta e depois, em tom brincadeira, abaixou as calças e deixou que ela lhe açoitasse com a publicação. “Ele me disse ‘Uau, você é especial. Lembra a minha filha’.”

Na época, a hoje primeira-dama Melania Trump havia acabado de dar à luz. “Perguntei sobre isso. Ele afastou o assunto dizendo: ‘Ah, sim, sim, sabe, não se preocupe com isso, temos quartos separados e tudo’.”

Stormy Daniels conta que eles fizeram sexo na suíte, apesar dela não ter vontade e não gostar de Trump. A atriz tinha 27 anos, e ele, 60. Trump não usou preservativo, nem ela pediu que o fizesse.

Voltaram a se ver no ano seguinte. Trump havia lhe prometido que tentaria colocá-la como participante no programa Celebrity Apprentice, em que ele era o apresentador-estrela. Encontraram-se uma vez para falar desse assunto. No quarto de hotel, Trump lhe mostrou um documentário sobre tubarões. Ela foi embora sem que nada acontecesse. Trump afinal não conseguiu encaixá-la no programa.

Stormy Daniels garante que nunca mais foi para a cama com Trump.

A ameaça

Em 2011, Daniels recebeu uma oferta da revista InTouch para contar seu relacionamento com Trump em troca de 15.000 dólares (cerca de 50.000 reais, pelo câmbio atual). A entrevista nunca foi publicada, segundo dois ex-funcionários da revista citados pela CBS, porque Trump foi procurado para apresentar sua versão e seu advogado pessoal, Michael Cohen, ameaçou mover uma ação judicial. Daniels diz que nunca recebeu o dinheiro prometido e que sofreu ameaças num estacionamento de Las Vegas.

“Estava num estacionamento, indo para a aula de ginástica com a minha filha pequena, falando, sabe, com o assento virado para trás, a sacola de fraldas, tirando coisas. Aproximou-se um sujeito e me disse: ‘Deixa o Trump em paz. Esqueça essa história’. E então se debruçou, olhou para a minha filha e disse: ‘É uma menina linda. Seria uma pena se acontecesse alguma coisa com a mãe dela’. E foi embora.”

Ela diz que reconheceria o homem se o voltasse a ver. Perguntada sobre por que não foi à polícia, respondeu: “Tinha medo”.

O acordo de confidencialidade

Uma vez iniciada a campanha eleitoral de 2016, quando Trump já tinha obtido a indicação republicana, “de repente as pessoas voltaram a me procurar para me oferecer dinheiro” em troca da história. “Se eu me sentia tentada? Sim. Tinha dúvidas. E então recebi a ligação: ‘Acho que tenho o melhor acordo para você’”. Era o advogado dele na época.

O acordo consistia num pagamento de 130.000 dólares em troca de não revelar a história. Segundo Daniels, o interessante do trato era, além do dinheiro, que a história não afetaria sua carreira e que sua filha, que já tem idade para entender as notícias, não seria exposta a tudo o que está justamente acontecendo agora. Perguntada se entende que a considerem uma oportunista, diz: “Acredito que o fato de não ter nem sequer negociado, que tenha dito que sim muito depressa a um contrato muito rigoroso, e por uma cifra que a maioria concorda que é muito baixa, é toda a prova de que necessito”.

As consequências para ela

Ao todo, Stormy Daniels negou em três ocasiões por escrito, em documentos apresentados pelo advogado de Trump, que tenha tido um relacionamento com ele. “Eu me senti intimidada e, sinceramente, acossada. E não sabia o que fazer. Então assinei. E inclusive repetindo expressamente que não iria romper o contrato, mas não estava à vontade mentindo.”

Perguntada sobre a existência de provas, como seu advogado parece ameaçar agora, afirma ter sido aconselhada a não falar sobre o assunto por enquanto. Como sabemos se ela está dizendo a verdade? “Porque não tenho razão para mentir. Estou me expondo a um possível perigo e, certamente, a um monte de merdas.”

Arquivado Em: