Guerra na Síria

Rebeldes derrubam avião militar russo no noroeste da Síria

O piloto saltou de paraquedas antes de ser capturado, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos

Caça Sukhoi-25 russo sobrevoa a cidade síria de Saraqib no último 1º de fevereiro
Caça Sukhoi-25 russo sobrevoa a cidade síria de Saraqib no último 1º de fevereiroAFP

Mais informações

Um grupo de rebeldes sírios derrubou neste sábado, 3 de fevereiro, um avião militar russo que sobrevoava a província de Idlib, no noroeste da Síria, e capturou o piloto, segundo a agência de notícias AFP. O ataque aconteceu em Khan, um município nas proximidades de Saraqeb. “As facções rebeldes derrubaram um Sukhoi-25 [bimotor de um tripulante criado pela União Soviética em 1975]. O piloto russo saltou de paraquedas antes de ser capturado”, informou Rami Abdel Rahman, chefe do Observatório Sírio de Direitos Humanos, uma ONG sediada no Reino Unido que serve de fonte de informações desde o início da guerra civil síria, em 2011.

O piloto ficou gravemente ferido depois de saltar de paraquedas, segundo informaram fontes dos rebeldes à agência Reuters. Abdel Rahman não confirmou qual facção derrubou o avião, mas os grupos opositores ao regime de Bashar al-Assad de linha dura e o jihadista Hayat Tahrir al-Sham (HTS), uma filial da Al Qaeda, mantêm presença em Idlib. Até agora, nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque.

As tropas sírias lançaram uma ofensiva contra Idlib no final de dezembro, apoiadas por caças russos. “Nas últimas 24 horas, houve dezenas de ataques aéreos russos na região. Este avião também executava operações na área”, afirmou Abdel Rahman.

As facções da oposição dispararam contra aeronaves do regime sírio no passado, mas é muito pouco frequente que derrubem aviões de guerra russos. Em agosto de 2016, um helicóptero militar russo foi abatido sobre a Síria, e seus cinco tripulantes foram assassinados.

Moscou, que apoia o regime de Bashar al-Assad, começou a realizar ataques aéreos na Síria em setembro de 2015. Dois meses depois, a Turquia derrubou um avião de combate russo, o que provocou a pior crise nas relações entre os dois países desde o final da Guerra Fria.