Forbes

Kendall Jenner desbanca Gisele Bündchen como a modelo mais bem paga do mundo

A brasileira perde o posto que ocupou por 15 anos na lista da ‘Forbes’, onde pela primeira vez figura uma modelo curvy, Ashley Graham

Kendall Jenner, no desfile da Ralph Lauren em setembro, em Nova York
Kendall Jenner, no desfile da Ralph Lauren em setembro, em Nova Yorkcordon press

Mais informações

A lista da Forbes das modelos mais bem pagas do mundo parece confirmar duas tendências da indústria nos últimos meses. Pela primeira vez em 15 anos, Gisele Bündchen foi desbancada, e Kendall Jenner é coroada como a top que mais faturou, consolidando a categoria das chamadas instamodelos. Além disso, pela primeira vez Ashley Graham rompe outra barreira ao se tornar a primeira modelo plus-size que entra na classificação da revista.

Em 2015, Kendall Jenner estava no 16o posto. Em um ano sua renda dobrou, atingindo 22 milhões de dólares (50,6 milhões de reais) – cifra que a coroou como a modelo mais bem paga. Além de ser uma das manequins preferidas em todas as semanas da moda, e de participar de campanhas de marcas como Estée Lauder, La Perla e Adidas, seus quase 85 milhões de seguidores no Instagram lhe proporcionaram importantes contratos publicitários. Nas redes sociais, ela promove as joias Ippolita e os relógios Daniel Wellington. Sua exposição aumenta também por causa do reality show familiar Keeping Up With The Kardashians e por ter lançado uma coleção de roupa com a irmã Kylie Jenner.

Pela primeira vez em 15 anos, portanto, Gisele Bündchen ficou relegada à segunda posição. Algo que não aconteceu nem sequer em 2015, quando anunciou que deixaria as passarelas. Definitivamente, a brasileira baixou o ritmo de sua carreira, o que levou a uma redução de 43% nos seus rendimentos, em comparação com os 30,5 milhões de dólares (100 milhões de reais) que ganhou em 2016. Ainda assim, suas campanhas para o perfume Carolina Herrera, a marca de sapatos Arezzo e as joias Vivara fizeram com que Bündchen, de 37 anos, embolsasse 17,5 milhões de dólares (57 milhões de reais) de junho de 2016 ao mesmo mês deste ano.

Kendall Jenner tem mais que o dobro de seguidores das demais integrantes da lista, embora no pódio também apareçam outras modelas famosas nas redes sociais: Gigi Hadid está na quinta posição, com pouco mais de oito milhões de euros (30,4 milhões de reais) e sua irmã Bella entra pela primeira vez na lista. Aos 21 anos, Bella é a mais jovem da classificação, e seus 5,1 milhões de euros (19,4 milhões de reais) a colocam no nono posto graças aos contratos com Nike, Dior e Nars. Ambas, além disso, são as primeiras irmãs que entram no ranking das modelos mais bem pagas do mundo.

Bela e, à direita, Gigi Hadid, em 14 de novembro em Nova York.
Bela e, à direita, Gigi Hadid, em 14 de novembro em Nova York.cordon press

Assim como a indústria, as modelos que mais ganham também estão mudando. O décimo lugar da lista da Forbes é agora ocupado por Ashley Graham, que em 2016 foi a primeira mulher que veste 44 a aparecer na capa da Sports Illustrated e da Vogue. A modelo plus-size ganhou 4,7 milhões de euros (17,8 milhões de reais) em 12 meses graças, principalmente, às suas linhas de roupa para Addition Elle, Dressbarn e Swimsuits For All – desenhadas com o tamanho médio das norte-americanas em mente (o 46) – e às suas campanhas, por exemplo, para Lane Bryant e H&M. “Não se trata tanto de quem recebe os maiores cheques, e sim de como ser uma chefa, uma marca, uma mulher de negócios”, disse a publicação no ano passado.

A modelo Ashley Graham
A modelo Ashley Grahamgtresonline

Na terceira posição da lista aparece Chrissy Teigen, com 11,5 milhões de euros (44 milhões de reais). Na quarta, Adriana Lima e seus quase nove milhões de euros (34,2 milhões de reais), principalmente por ser um dos anjos mais veteranos da Victoria’s Secret. Rosie Huntington-Whiteley é a quinta do ranking, com oito milhões de euros (30,4 milhões de reais), apesar de ter tido um ano mais pausado devido ao nascimento de seu primeiro filho, em junho. Karlie Kloss, que foi 36 vezes capa da Vogue, vem em sétimo lugar com 7,6 milhões de euros (29 milhões de reais), graças aos lucrativos contratos com firmas como Adidas e Swarovski. E Liu Wen, a única com traços não caucasianos da classificação, aparece em oitavo com 5,5 milhões de euros (21 milhões de reais).

No total, as 10 modelos faturaram 109,5 (416 milhões de reais) antes de pagar os impostos e as partes correspondentes às suas equipes, informa a revista. Uma quantia que parece ínfima considerando que, na terça-feira, a Forbes publicou a lista das cantoras mais bem pagas do mundo – e somente Beyoncé recebeu 105 milhões de dólares (346 milhões de reais) no período.