Relator pede arquivamento da nova denúncia contra Temer

O deputado Bonifácio de Andrada (PSDB) lê o relatório que deve ser votado no colegiado na próxima semana

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados inicia nesta terça-feira o trâmite da segunda denúncia criminal contra o presidente Michel Temer. Neste primeiro passo, o relator do caso no colegiado, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), leu seu relatório, no qual se manifestou a favor do arquivamento do caso, ou seja, em defesa de Temer.

A expectativa é que a votação desse parecer no colegiado ocorra no dia 17 de outubro. No plenário da Câmara, a expectativa de votação é para o dia 25 deste mês.

Se a denúncia for admitida pela CCJ e, depois, pela Casa, segue para o Supremo Tribunal Federal (STF). Se for rejeitada, como aconteceu na primeira denúncia contra o presidente, o processo, então, é paralisado até que Temer deixe a presidência. É a primeira vez na história que um presidente da República no exercício do cargo é alvo de denúncia criminal.

MAIS INFORMAÇÕES