_
_
_
_
_

Preso jovem de 18 anos por ligação com o atentado em Londres

Polícia considera “importante” a prisão e anuncia que permitirá “mais atividade” aos agentes

Na imagem, cedida por @Rrigs, a suposta origem da explosão em Londres: um cubo branco dentro de uma sacola de plástico.
Na imagem, cedida por @Rrigs, a suposta origem da explosão em Londres: um cubo branco dentro de uma sacola de plástico.TWITTER / @RRIGS

A polícia britânica prendeu neste sábado um jovem de 18 anos por relação com o atentado desta sexta-feira na estação Parsons Green do metrô de Londres, que resultou em 30 pessoas feridas e que teve a autoria assumida pelo Estado Islâmico. A polícia considera que a detenção é “significativa” e representa um grande avanço na investigação, que continua aberta e que envolve a alocação de agentes em todo o Sudeste da Inglaterra.

Mais informações
O atentado no metro de Londres, em imagens
“Não temos medo, os terroristas não podem ganhar”
Como o bonzinho Adrian Elms se tornou um terrorista

“Um homem de 18 anos foi preso pela polícia de Kent na região portuária de Dover na manhã deste sábado, 16 de setembro, aplicando o item 41 da Lei contra o Terrorismo”, informou a Polícia Metropolitana numa nota. O preso continua detido nas dependências policiais e será levado para uma delegacia no Sul de Londres.

O coordenador nacional de Política Antiterrorista da Polícia Metropolitana, Neil Basu, ressaltou que se trata de uma “prisão importante” no âmbito da investigação do ataque de sexta-feira. “Esta detenção permitirá a nossos agentes mais atividade. Por importantes razões relacionadas à investigação, neste momento não daremos mais detalhes sobre o homem preso”, acrescentou.

Por enquanto os agentes falaram com 45 testemunhas. Continuam a receber informações dos cidadãos, detalha a polícia na nota. A preocupação que os suspeitos pudessem agir novamente levou as autoridades na noite de sexta-feira a elevar o grau de ameaça terrorista para cinco, que significa que um atentado pode ser “iminente”. É a segunda vez neste ano que se atinge esse nível de alerta, declarado após o atentado na Manchester Arena em maio. O atentado no metrô de Londres é o quinto ataque terrorista no Reino Unido neste ano.

A decisão de elevar o alerta ocorreu em plena operação de busca aos terroristas que provocaram a explosão de uma bomba caseira na estação de Parsons Green. “As pessoas verão mais policiais armados no transporte público e em nossas ruas, dando proteção adicional”, declarou o prefeito de Londres, Sadiq Khan.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
_
_