LINKIN PARK

A carta de adeus da mulher de Chester Bennington ao marido

"Tivemos uma vida de conto de fadas e agora se transformou em uma doentia tragédia de Shakespeare”

Mais informações

Talinda Bellington decidiu romper seu silêncio em torno da morte de seu marido, Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, com uma carta de amor publicada pela revista Rolling Stone. “Há uma semana, perdi minha alma gêmea, e meus filhos, seu herói, seu pai. Tivemos uma vida de conto de fadas e agora se transformou em uma doentia tragédia de Shakespeare. Como viro a página? Como me recupero desta alma feita em pedaços? A única resposta que sei é criar minhas crianças com cada pedaço de amor que ainda tenho”, diz a carta, que Talinda difundiu também em suas redes socais.

Chester Bennington, de 41 anos, foi encontrado sem vida na manhã da quinta-feira, 21 de julho, em sua casa de Palos Verdes, Califórnia. As autoridades confirmaram que se tratou de um suicídio. O músico sempre foi muito sincero ao falar de suas depressões e sua dependência das drogas e do álcool. Sua morte ocorreu no mesmo dia em que Chris Cornell, seu colega e grande amigo, iria completar 53 anos. Cornell, vocalista do Soundgarden, se suicidou há dois meses.

Desde que se divulgou a repentina morte do artista, milhões de fãs vêm utilizando as redes sociais para mostrar o grande pesar que sentem por ter perdido uma das vozes mais significativas do rock dos últimos 20 anos, ao enforcar-se em sua casa de Palos Verdes, Califórnia.

Os companheiros de Chester no Linkin Park também quiseram lhe prestar homenagem, com uma emotiva publicação em sua página do Facebook. “Nossos corações estão despedaçados”, escreveram Rob Bourdon, Brad Delson, Dave Farrell, Joe Hahn e Mike Shinoda em uma mensagem conjunta. "Você tocou tantas vidas, talvez mais do que imaginava”.

Dear Chester, Our hearts are broken. The shockwaves of grief and denial are still sweeping through our family as we...

Gepostet von Linkin Park am Montag, 24. Juli 2017

"A sua emoção era contagiante ao falar sobre os anos que estavam por vir. A sua ausência deixa um vazio que nunca poderá ser preenchido, aqui já não está uma voz ruidosa, divertida, ambiciosa, criativa e generosa. Tentamos nos fazer recordar que os demônios que fizeram com que você se fosse de nós eram parte do trato. No final das contas, era o modo como você cantava sobre esses demônios o que fez com que todo o mundo se apaixonasse por você. Você os mostrou sem medo e fazendo isso nos uniu e nos ensinou a ser mais humanos”, disseram os roqueiros a Bennington. “Você tinha o maior coração e o mostrava a todos.”

A este comunicado do grupo se soma agora o de sua mulher. “Quero que minha comunidade e os fãs de todo o mundo saibam que sinto o seu amor. Também sentimos a sua perda. Minhas crianças são jovens demais para ter perdido seu pai. E sei que todos vocês me ajudarão a conservar sua memória viva", escreve Talinda Bellington

"Era uma alma brilhante e afetuosa, com uma voz angelical. E agora está cantando suas canções, sem dor, em todos os nossos corações. Que Deus abençoe a todos e nos ajude a apoiar-nos quando estivermos sofrendo. Chester iria querer que fizéssemos isso. Descanse em paz, meu amor”, conclui.

Chester e Talinda, uma ex-modelo da Playboy, se conheceram em 2004 e pouco depois já estavam vivendo juntos. Casaram-se em 2006 – era o segundo casamento dele – e tiveram três filhos, Tyler Lee, de 11 anos, e as gêmeas Lila e Lilly, de seis. O cantor tinha outros três filhos de relacionamentos anteriores, com Elka Brand e Samantha Marie Olit. Depois da morte de Chester, o Linkin Park cancelou a turnê de seu último disco, One More Light, que estava prestes a começar.

Chester Bennington escrevia poemas para sua mulher no Instagram. Este é o último: