Acrobata morre após cair de 30 metros de altura em festival de música em Madri

Acidente com espanhol Pedro Aunión ocorreu no intervalo entre os shows de Alt-J e Green Day

Os serviços de urgência atendem ao acrobata no festival de música de Madri na sexta.
Os serviços de urgência atendem ao acrobata no festival de música de Madri na sexta.Kike Para

Pedro Aunión Monroy (Madri, 1975), um dos artistas que se apresentava nos espetáculos do Mad Cool, festival de música em Madri, morreu na sexta-feira à noite, após cair de uma altura de 28 metros. Eram 22h45 e acabara de terminar o show de Alt-J no palco Koko Uk; o principal, o Mad Cool, a poucos metros de distância, se preparava para a entrada da banda de maior destaque da noite, Green Day.

MAIS INFORMAÇÕES

Entre os dois shows, o coreografo e bailarino entrou em ação, contorcendo-se dentro de um cubo a 28 metros de altura, sustentado por uma grua, enquanto os alto-falantes tocavam Purple Rain, de Prince. Uma tela gigante exibia o espetáculo. De repente, Aunión, que parecia preso a uma correia, se desprendeu do cubo. Parte do público gritou, outros pensaram por um momento que era parte do número, até que a câmera que transmitia a apresentação começou a se mexer bruscamente e caiu no chão: durante 40 segundos se viu os pés das equipes de saúde correndo, alguém que pegou a câmera sem perceber que continuava gravando e, então, a imagem ao vivo foi substituída por um anúncio publicitário. Uma equipe médica tentou uma longa reanimação cardiopulmonar enquanto um cordão policial isolava o local e o público observava, incrédulo. O acrobata, que havia caído no chão, morreu pouco depois, segundo a agência EFE.

A partir desse momento, todas as conversas no festival passaram a ser sobre o acidente. E, às 23h45, agentes da polícia se dirigiram a membros da organização para perguntar se o evento seria suspenso; depois de alguns minutos de conversas, o festival decidiu continuar com a programação sem ter se pronunciado a respeito do ocorrido; o fez mais de quatro horas depois, quando emitiu um breve comunicado: “Mad Cool Festival lamenta o terrível acidente sofrido pelo bailarino aéreo durante o segundo dia do festival. Por razões de segurança, o festival decidiu continuar com sua programação. Mandamos nossas mais sinceras condolências a toda sua família.”

Após a queda de Aunión, diretor da companhia de novas tendência cênicas e dança aérea In Fact, a confusão foi generalizada. Parte do público que estava perto do palco onde aconteceu o acidente correu para ver o que tinha acontecido, e só 20 minutos mais tarde a música ambiente voltou a tocar. Às 23h55 apareceu em cena o Green Day, com 25 minutos de atraso e sem saber o que tinha ocorrido. Às 3h17, após tomar conhecimento da notícia, o grupo também emitiu um breve comunicado em sua página na internet e em sua conta oficial no Twitter: “Acabamos de sair do palco no Mad Cool Festival com algumas noticias inquietantes. Um artista muito valente chamado Pedro perdeu sua vida aqui está noite em um trágico acidente. Nossos pensamos e orações para sua família e seus amigos”.

Ante a falta de informação por parte do festival durante mais de quatro horas, as redes sociais ficaram cheias de perguntas, mensagens de indignação e condolências, enquanto parte dos presentes não tinha conhecimento da notícia e outros abandonavam o local. “Não há estômago que aguente continuar aqui depois de uma morte assim”, disse um dos presentes ao festival antes de sair da Caixa Mágica junto a uma dezena de amigos. Às 2h, a prefeita de Madri, Manuela Carmena, mostrou seus pêsames pelo Twitter: “Arrasada pela morte do acrobata enquanto fazia seu trabalho no Mad Cool". Uma hora depois, a irmã do acrobata publicou mensagem no mural de Aunión no Facebook para avisar seus amigos que o acrobata tinha morrido “fazendo o que mais gostava”, e que durante a tarde deste sábado será realizado o seu velório.

Arquivado Em: