“Ser lésbica em Uganda pode significar 7 anos de prisão”

Ruth Muganzi, militante em defesa dos direitos LGTB, vive em um país onde o governo criou uma lei que criminaliza as minorias sexuais

Ruth Muganzi é uma das protagonistas do documentário The Best Day of My Life, dirigido por Fernando González Molina e produzido pela Prisa Vídeo e pelo EL PAÍS. A ativista espera que, com esse filme, “as pessoas escutem as nossas vozes e possam entender o seu significado. Nossas vidas se constroem na luta e na resistência”. Muganzi vive em Uganda, onde o governo criou uma lei que criminaliza as minorias sexuais. “No meu país, basta dizer que é lésbica para poder ser condenada a sete anos de prisão”.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: